PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro se surpreende com perda de pontos por dívida e se reúne às pressas

Denílson foi volante do Cruzeiro em 2016 - Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro
Denílson foi volante do Cruzeiro em 2016 Imagem: Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

19/05/2020 22h20

A notícia de que a Fifa notificou a CBF informando a perda de seis pontos do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro 2020 por causa da dívida pelo empréstimo de Denílson surpreendeu o Núcleo Diretivo Transitório, grupo de gestores à frente do clube. A informação sobre a decisão da entidade foi comunicada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo UOL Esporte.

A diretoria já tinha avançado nas conversas com o Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, para adiar o prazo de pagamento da dívida por 60 dias, conforme informado pelo UOL Esporte. No entanto, sem o documento dos árabes, que era aguardado até hoje (19), a equipe perderá seis pontos. A notícia surpreendeu os membros do conselho gestor, que fazem uma reunião às pressas para discutir o caso no período da noite.

"A notícia da Rádio Itatiaia nos pegou de surpresa, tínhamos negociação adiantada para adiar dívida pelo empréstimo de Denilson por 60 dias", disse Carlos Ferreira, interlocutor do Conselho Gestor, ao UOL Esporte.

As conversas entre Cruzeiro e Al-Wahda foram conduzidas por Kris Brettas. O advogado é o responsável pelo departamento jurídico do clube desde a renúncia da gestão anterior, liderada por Wagner Pires de Sá. Ele havia chegado a um acordo com os árabes para o adiamento da dívida. A Fifa, contudo, já determinou a perda dos pontos por parte do clube na segunda divisão do Brasileiro.

Cruzeiro