PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro diz que não foi notificado por perda de pontos e negocia dívida

Conselho Gestor que administra o Cruzeiro se reuniu na noite de hoje para discutir dívida na Fifa - Cruzeiro/Divulgação
Conselho Gestor que administra o Cruzeiro se reuniu na noite de hoje para discutir dívida na Fifa Imagem: Cruzeiro/Divulgação

Do UOL, em Belo Horizonte

19/05/2020 23h01

O Cruzeiro se manifestou sobre a perda de seis pontos na Série B do Campeonato Brasileiro 2020 por causa da dívida pelo empréstimo de Denílson, ocorrido há quatro anos. O Conselho Gestor segue tentando adiar a dívida com o Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, sem ter que passar pela sanção aplicada pela Fifa. A entidade já disse à CBF que os mineiros devem iniciar a competição nacional com seis pontos a menos nesta temporada.

Por meio de nota oficial, o clube diz que teve "os recursos varridos pela antiga administração", detalha as conversas com o Al-Wahda a fim de adiar o prazo para pagamento do débito e explica que ainda não foi notificado por Fifa ou CBF.

"Estamos negociando com o Al-Whada e vamos seguir até o último minuto, aguardando um desfecho positivo, para que o Cruzeiro não seja penalizado com a perda de pontos. Estamos vivendo um momento de exceção, em que o mundo está sofrendo com as consequências desta crise com o Coronavírus. Todos sabem da falta de recursos do Cruzeiro e o Clube teve suas receitas ainda mais comprometidas pela situação de pandemia", disse Sandro Gonzalez, CEO do clube.

"Vínhamos tentando um adiamento para o segundo semestre, mas os dirigentes do Al-Whada foram taxativos. Eles disseram que o processo corre há mais de quatro anos na Fifa e ninguém do Cruzeiro, nenhum dirigente neste período todo, procurou o Al-Whada para buscar um acordo. Eles disseram que se sentiram frustrados e descrentes, e que por isso não poderiam facilitar nada para o Cruzeiro neste momento. Nós explicamos a eles que o clube também foi uma vítima de tudo o que aconteceu nos últimos anos, que agora são outras pessoas que estão à frente da instituição, e que temos a total intenção de resolver. Já tínhamos tratativas avançadas desde a semana passada, e vamos fazer de tudo para evitar qualquer tipo de punição ao Cruzeiro", acrescentou.

Ronaldo Granata e Sérgio Santos Rodrigues, candidatos à presidência do clube, foram procurados pelo Conselho Gestor para que tenham ciência do que está acontecendo no clube.

Cruzeiro