PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro chega a acordo com árabes e deve adiar dívida por Denílson na Fifa

Denílson foi volante do Cruzeiro em 2016. Clube tenta acordo por dívida pelo seu empréstimo - Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro
Denílson foi volante do Cruzeiro em 2016. Clube tenta acordo por dívida pelo seu empréstimo Imagem: Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

17/05/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O Cruzeiro tem um acordo verbal com o Al-Wahda para adiar o pagamento da dívida por Denilson
  • O clube recebeu sinal positivo dos árabes e aguarda um documento para prorrogar o prazo por até 60 dias
  • O clube aguarda até terça-feira (19) um documento com a autorização para repassá-lo à Fifa

O Cruzeiro tem um acordo verbal com o Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, para adiar o pagamento da dívida pelo empréstimo de Denilson, ocorrido em 2016. O clube recebeu sinal positivo dos árabes e aguarda um documento para prorrogar o prazo por até 60 dias. O débito está avaliado em R$ 4,5 milhões.

O UOL Esporte apurou que o clube aguarda até terça-feira (19) um documento com a autorização dos árabes para retardar o prazo até por dois meses. A permissão será repassada à Fifa. O departamento jurídico é quem negocia diretamente com o ex-time do volante. As tratativas são conduzidas por Kris Brettas e se iniciaram há algum tempo, conforme adiantado pela reportagem.

A dívida por Denílson na Fifa deveria ser paga até amanhã (18). No entanto, se obtiver o documento, o prazo será esticado, e o pagamento só deve ocorrer em julho.

Procurado para falar sobre o caso, José Dalai Rocha disse que houve acerto com os árabes, mas não soube dizer os moldes.

"Parece que nós já compusemos. Eu não sei [se vai adiar por 60 dias mesmo], passei o dia inteiro fora, mas hoje tivemos a notícia que achamos um jeito. Agora, esse jeito, tem que ser com a Andreia [Santos, do departamento de comunicação]", disse ao UOL.

A assessoria de imprensa do clube, por sua vez, se comprometeu a divulgar os moldes da operação até o início da próxima semana.

Ao assumir o clube, o Núcleo Diretivo Transitório havia dito que seria necessário quitar a dívida com o Independiente Del Valle, do Equador, pela compra de Kunty Caicedo até a última sexta-feira (15). No entanto, houve um equívoco. O valor deve ser pago somente no segundo semestre de 2020.

Cruzeiro