PUBLICIDADE
Topo

"Isolamento gera ansiedade. Tem que ocupar a mente", diz goleiro Victor

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/05/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Victor, durante o UOL Debate, comentou sobre como os jogadores de futebol têm o desafio de manterem a saúde mental em dia neste período de pandemia.
  • "Isso é uma preocupação não só com o atleta, mas com a população, essa sensação de enclausuramento. Ela gera essa ansiedade", comentou o goleiro.
  • Para amenizar esta ansiedade, o experiente goleiro do Atlético-MG até procura se alienar um pouco sobre as notícias da pandemia no Brasil.
  • "Evito muito buscar notícias, porque isso gera um certo pessimismo, um pânico", comentou.
  • O UOL Debate ocorreu ontem (15) e recebeu, além do goleiro do Atlético, Fernando Miguel (Vasco) e Richard (Corinthians).

Fora os treinos repassados pelos clubes por videoconferência, os jogadores de futebol têm outra tarefa neste período de pandemia do novo coronavírus. Como relatou o goleiro Victor, do Atlético-MG, durante o UOL Debate, a saúde mental dos atletas se tornou algo prioritário neste período de isolamento social. Mesmo veteranos como ele sofrem.

"Isso é uma preocupação não só com o atleta, mas com a população, essa sensação de enclausuramento, estar de certa forma confinados. Ela gera essa ansiedade, questionamento. Mas é tempo para gente retomar alguns projetos, algo que ficou para trás. Grande ponto é manter sua mente ocupada", contou o jogador.

Cada um lida com a sua forma de se manter são neste período. Victor prefere, por exemplo, se alienar por alguns momentos, evitando acompanhar de perto as atualizações sobre o avanço da Covid-19 no Brasil. O país vive a pior semana de pandemia, com mais de 800 mortos nas últimas 24h

"Evito muito buscar notícias, porque isso gera um certo pessimismo, um pânico. É procurar manter a mente ocupada, a serenidade mesmo. A gente sabe que uma série de adaptações serão geradas", comentou o goleiro veterano.

Na visão de Victor, que representou o Brasil na Copa do Mundo de 2014, o período pós-pandemia será bem diferente ao qual os atletas de grandes times estão acostumados.

Não surpreenderá o goleiro se, por exemplo, os estádios estiverem vazios por muito tempo — situação incomum para atletas de clubes de massa como o Atlético-MG do goleiro.

"É pensar em conquista, em fazer grandes jogos mesmo com o estádio vazio. É buscar se motivar, tirar forças, se superar, se desafiar e se adaptar", encerrou Victor no UOL Debate.

Atlético-MG