PUBLICIDADE
Topo

Arsenal muda após lockdown relaxado e prevê fim do Inglês em campo, diz Edu

Em julho, ex-coordenador da seleção brasileira completa um ano a serviço do Arsenal, da Inglaterra - Divulgação
Em julho, ex-coordenador da seleção brasileira completa um ano a serviço do Arsenal, da Inglaterra Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

15/05/2020 16h12

Classificação e Jogos

Diretor técnico do Arsenal há menos de um ano - desde que deixou a coordenação da seleção brasileira -, Edu Gaspar convive com a paralisação do futebol na Inglaterra em meio à pandemia do novo coronavírus. E ao contrário de outras grandes ligas, como na França e na Holanda, a ideia é que a Premier League tenha sequência em campo, assim que permitido pelas autoridades de saúde.

"Ainda temos muitas preocupações, muitas dúvidas, mas o caminho é esse. O que eu recebo muito de informação é que a Premier League vai querer de qualquer jeito terminar essa liga dentro de campo, independentemente de quando", afirmou o dirigente brasileiro durante participação no programa "Resenha ESPN", antes de completar:

"O foco total é na saúde dos atletas. Então nosso médico do Arsenal faz parte da comissão que foi formada pela Premier League e nos passa todo o protocolo." O programa com a íntegra da entrevista de Edu Gaspar será exibido pela ESPN Brasil hoje (15), às 22h, com reprises nos próximos dias. O conteúdo também ficará disponível na plataforma UOL Play.

Quer assistir ao vivo a todos os jogos da Premier League transmitidos pela ESPN! Experimente o WatchESPN pelo UOL Esporte Clube!

O Reino Unido registra 229.709 casos de Covid-19 até hoje, com 33.186 mortes, o que fez o governo local restringir a circulação de pessoas - o chamado "lockdown". Nos últimos dias, as medidas foram relaxadas e houve permissão para prática de exercícios fora de casa, inclusive em parques, e sair de casa de carro para atividades não consideradas essenciais, entre outras propostas respeitando um protocolo de segurança.

O relaxamento do lockdown interferiu na rotina do Arsenal, como conta o dirigente aos entrevistadores, André Plihal, Djalminha, Fabio Luciano e Luizão: "Todas as coisas aqui são baseadas no que o primeiro-ministro fala. Ele deu autorização aos britânicos de ter uma hora fora do lockdown para exercícios físicos. Com isso, eu e todos do Arsenal consideramos que é muito difícil de atletas famosos irem para o parque treinar, por exemplo. Aí abrimos o CT do Arsenal como um parque privativo, para dar privacidade aos atletas."

Edu no Resenha ESPN - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Futebol