PUBLICIDADE
Topo

Botafogo precisa conquistar títulos, diz Jefferson

Jefferson e o troféu de melhor goleiro do Carioca de 2010 - Buda Mendes/LatinContent/Getty Images
Jefferson e o troféu de melhor goleiro do Carioca de 2010 Imagem: Buda Mendes/LatinContent/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/05/2020 13h56

Ex-goleiro do Botafogo e da seleção brasileira, Jefferson acredita que o Alvinegro carioca precisa conquistar títulos. Convidado do Jogo Aberto desta quinta-feira, o arqueiro acredita que o seu antigo clube tem que voltar a levantar taças para recuperar o apoio dos torcedores.

"A primeira coisa que o Botafogo precisa hoje é conquistar títulos. Os torcedores estão um pouco cansados dessa falta de títulos. Aí entra a organização do planejamento dentro do Botafogo. (...) O Botafogo, a partir do momento que conquistar um grande título, vai ter muito mais o apoio dos torcedores", destacou Jefferson.

Em relação ao interesse do Botafogo no holandês Arjen Robben, aposentado desde 2019, o arqueiro criticou a declaração do vice-presidente Ricardo Rotenberg ao Canal do TF:

"É claro que existe muita coisa de marketing por atrás. Não pode vender algo ilusório para o torcedor. Acho que as coisas têm que ser tratadas internamente primeiro. Talvez, essa declaração tenha sido como torcedor, e acho que quem está dentro do clube tem que primeiro peneirar para, depois, passar para fora, para que os torcedores não se iludam. Claro que seria um grande feito para o Botafogo trazer um jogador dessa qualidade, porém, para ir para fora, teria que peneirar muitas coisas, para não trazer uma falsa esperança para os torcedores", opinou.

Sobre sua passagem pela seleção brasileira, Jefferson agradeceu pelos anos que vestiu a amarelinha, mas voltou a dizer que esperava 'mais crédito' na pentacampeã mundial.

"Eu realizei um grande sonho, que era chegar até a seleção brasileira. Claro que fica aquele gostinho de que poderia ter dado um pouco mais. Até mesmo a minha saída, eu achei que eu tinha um pouco mais de crédito na seleção brasileira. Acho que poderia ter continuado e mostrado um pouco mais na seleção brasileira", disse o ex-arqueiro.

Vendo tanto Alisson quando Ederson ''definidos' por Tite, Jefferson acredita que a terceira vaga deveria ir para um goleiro mais jovem, a fim de prepará-lo para, futuramente, assumir a meta brasileira:

"Eu daria chance para um goleiro mais novo. Tanto o Alisson quanto o Ederson já estão definindo da seleção. É hora de pensar lá na frente e dar experiência para o terceiro goleiro, para que ele possa estar preparado futuramente", avaliou.

UOL Esporte vê TV