PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Flamengo informa que três jogadores testaram positivo para covid-19

Flamengo realizou testes em funcionários, membros da comissão técnica e jogadores - Alexandre Vidal / Flamengo
Flamengo realizou testes em funcionários, membros da comissão técnica e jogadores Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Leo Burlá e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro e em São Paulo

06/05/2020 23h08

O Flamengo anunciou no final da noite desta quarta-feira (6) que três jogadores do elenco principal do futebol testaram positivo para covid-19.

Ao todo, o clube testou 293 pessoas e 38 testaram positivo, sendo os chamados "positivos assintomáticos". Foram diagnosticadas 11 pessoas que já tinham tido o contato com o vírus previamente e se encontravam com anticorpos. Deste grupo, três são atletas.

Seis funcionários do clube, dois funcionários de empresas terceirizadas que prestam serviços, 25 familiares ou pessoas que trabalham em residências de funcionários e jogadores também testaram positivo.

Os 38 nomes com testes positivos seguirão em quarentena sob supervisão do Rubro-negro, retornando ao centro de treinamento somente mediante testes negativos.

Foram feitos três tipos de exames em meio à pandemia do novo coronavírus: coleta nasal, verificação dos anticorpos IgM e verificação dos anticorpos IgG.

Jesus testa negativo

Segundo apurou o UOL Esporte, o técnico Jorge Jesus testou negativo para Covid-19. No entanto, ao menos um membro da comissão técnica foi detectado com Covid-19.

Pela idade (65) do treinador português, seu caso era alvo de debates internos, uma vez que a decisão de ter o profissional de volta ao CT Ninho do Urubu divide a diretoria.

Custo de R$ 100 mil e testes estocados

Com 38 testes positivos para covid-19 entre jogadores, comissão técnica funcionários do departamento de futebol, familiares de atletas e pessoas próximas, o Flamengo seguirá monitorando e testando tais casos - além dos outros 255 já examinados. Para isso, o clube conta com um estoque de pelo menos mais 350 exames elaborados e testes rápidos para utilização em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em parceria com uma rede das principais redes hospitalares do Rio de Janeiro, os kits foram comprados em grande quantidade e estocados em um laboratório.

Cúpula ainda dividida

A preocupação é grande no clube. Na última segunda-feira, o massagista Jorge Luiz Domingos, o Jorginho, morreu em decorrência da covid-19. Após a perda e os resultados recentes, o clube vai estudar os próximos passos para retorno aos treinos. Parte da diretoria ainda defende a volta em breve, enquanto a outra ala liga o alerta para novos casos e um desgaste de imagem.

Aqueles que não são favoráveis ao retorno ainda lembram da possibilidade de prorrogação da quarentena na capital fluminense - válida até 15 de maio por ora - e até mesmo dos estudos por um possível "lockdown" na cidade. Sem liberação das autoridades, o CT Ninho do Urubu não poderá receber jogadores e outros funcionários do departamento de futebol rubro-negro.

Confira a nota divulgada pelo clube:

"Clube testou 293 pessoas, entre todos os colaboradores da área e empregados e familiares próximos de jogadores e funcionários
O Clube de Regatas do Flamengo, de forma a garantir a maior segurança de seus atletas, comissão técnica e funcionários do Departamento de Futebol, realizou uma ampla mobilização para efetuar testes do novo coronavírus, que causa a COVID-19.

Entre os dias 30 de abril e 3 de maio, foram realizados 293 testes alcançando, além de 100% de todos estes colaboradores, muitos familiares próximos dos jogadores.
Estes exames na totalidade do elenco e nos colaboradores estão em linha com as melhores práticas recomendadas pela OMS, superando inclusive o que acontece em países de maior sucesso no combate à pandemia.
Os resultados dos exames saíram nesta terça-feira (6), sendo:
1. Das 293 pessoas testadas, 38 testaram positivo, mesmo sem sintomas, sendo os chamados "positivos assintomáticos". Foram detectadas 11 pessoas que já tinham tido o contato com o vírus previamente, sem sintomas, e já se encontravam com anticorpos IGG positivos.
2. Dos 38 que mostraram reação ao vírus, tivemos seis funcionários do grupo de apoio do Flamengo, dois funcionários de empresas terceirizadas que prestam serviços regulares para o clube, 25 familiares ou pessoas que trabalham em residências de funcionários e jogadores e três atletas do elenco principal; outros dois jogadores apresentaram anticorpos IGG positivos.
Para os que testaram positivo, todos assintomáticos, as providências serão isolamento e quarentena, acompanhamento diário com questionários sobre sinais vitais e evolução, além de novas dosagens seriadas dos pacientes e contactantes até a resolução dos casos. Os atletas que tiveram familiares ou funcionários com testes positivos entrarão em quarentena, com acompanhamento diário com questionários sobre sinais da doença e novas testagens. Em caso de novos testes negativos, serão integrados ao trabalho em prazo seguro ou, em caso de testagem positiva, seguirão, a partir de então, o padrão de conduta dos que já testaram positivo.
Por fim, o Flamengo reafirma que está trabalhando em total sintonia com as autoridades governamentais de forma a, com toda a responsabilidade e segurança, colaborar com o importante retorno às atividades do futebol no menor prazo possível."

Flamengo