PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo: "Futebol brasileiro evoluiu mais em 2019 que nos 5 anos pós 7 a 1"

Do UOL, em São Paulo

06/05/2020 04h00

O título da seleção brasileira na Copa das Confederações de 2013, com uma vitória por 3 a 0 diante da então campeã mundial Espanha, no Maracanã, animou os torcedores brasileiros um ano antes da maior derrota da história da equipe, com o 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo de 2014, realizada em território nacional.

Com a vitória diante da Espanha reprisada na TV no último fim de semana, o jornalista Eduardo Tironi aproveitou a oportunidade para perguntar no podcast Posse de Bola #31 o quanto o futebol brasileiro evoluiu desde a goleada sofrida pela seleção de Felipão, em Belo Horizonte.

Para Arnaldo Ribeiro, o futebol brasileiro evoluiu mais com a chegada do português Jorge Jesus e do argentino Jorge Sampaoli para o comando de clubes do país do que nos anos anteriores, desde a derrota para os alemães.

"Eu acho que o futebol brasileiro evoluiu mais em 2019, no ano que passou, do que nos cinco anos pós os 7 a 1. Mais do que a transição Felipão para Tite, o ano passado com Jorge Jesus, Sampaoli, outras ideias, a régua aqui, patamar, discussão de progresso literalmente falando em termos futebolísticos, foi muito mais nesse ano que passou, mais pelo mérito dos estrangeiros do que pelos méritos dos brasileiros essa evolução do futebol nacional", afirma Arnaldo (disponível no vídeo acima a partir de 57:46).

"Acho que o a resposta posterior ao 7 a 1 foi muito lenta, ela foi discreta e acho que o principal espelho disso é a Copa de 2018, sendo que o Brasil pouco apresentou de melhora tática, técnica, inventiva, conceitual, pouco apresentou. E em um ano de dois gringos no futebol brasileiro, digamos que o futebol aqui tenha evoluído, se é a palavra, mais do que nos cinco anos pós 7 a 1 na minha opinião", completa o jornalista.

Juca Kfouri concorda com Arnaldo em relação à evolução após a chegada dos técnicos estrangeiros, mas não vê o movimento relacionado à seleção brasileira.

"Houve evolução no futebol dos clubes do Brasil, por causa do Jesus e do Sampaoli. A seleção brasileira, nada. Evolução nenhuma", diz Juca.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol