PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus freia projeto do Real de dupla nacionalidade para brasileiros

Vinícius Júnior é um dos jogadores que pretende a dupla nacionalidade no Real Madrid - Juan Medina/Reuters
Vinícius Júnior é um dos jogadores que pretende a dupla nacionalidade no Real Madrid Imagem: Juan Medina/Reuters

Do UOL, em Porto Alegre

05/05/2020 15h53

O Real Madrid espera que a crise provocada pela pandemia de coronavírus tenha ainda mais reflexos. Além do campo, do financeiro, o clube merengue crê que o isolamento social irá dificultar também o processo de dupla nacionalidade com jogadores que não são comunitários, entre eles os brasileiros Rodrygo, Vinícius Júnior, Eder Militão e Reinier.

Em relação a Takefusa Kubo, que é japonês, a situação é diferente. O jogador precisa de 10 anos de residência ininterrupta na Espanha, ou casar-se no país, para obter nacionalidade.

Porém, nos casos dos brasileiros, o processo envolve documentação e também comparecimento a eventos, como juramento à bandeira espanhola.

O Real Madrid crê que o processo será mais longo do que o esperado, mas ainda assim conseguirá a dupla nacionalidade para os brasileiros, segundo o jornal As.

O primeiro a pedir nacionalidade será Vinícius Júnior, cujo processo deve se encerrar até o início do ano que vem. Depois, Militão, Rodrygo e Reinier.

A nacionalidade espanhola implica na participação dos jogadores, juntos, no Campeonato Espanhol. Não há espaço para todos, desta forma Rodrygo ou Reinier ficariam alijados da equipe enquanto os processos não terminam.

Real Madrid