PUBLICIDADE
Topo

"Jogar nos EUA no futuro é algo que me interessa", diz Bale, do Real Madrid

Gareth Bale doou R$ 3,3 milhões para hospital em que nasceu no País de Gales  - ANP Sport/ANP Sport via Getty Images
Gareth Bale doou R$ 3,3 milhões para hospital em que nasceu no País de Gales Imagem: ANP Sport/ANP Sport via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

01/05/2020 13h32

Em baixa no Real Madrid do técnico Zinedine Zidane, onde vem perdendo espaço desde a saída de Cristiano Ronaldo, Gareth Bale já cogita outros rumos para a carreira. Em entrevista ao podcast "The Hat Trick", o galês elogiou a MLS (Major League Soccer), principal liga de futebol masculino dos Estados Unidos (EUA), e aventou a possibilidade de disputar o campeonato em breve.

"Eu gosto da MLS. É uma liga que está crescendo, com e melhorias em termos de jogadores, estádios, instalações. Muitos jogadores querem ir para os Estados Unidos agora. É definitivamente algo que me interessaria. Adoro ir a Los Angeles nas férias. Jogo muito golfe lá", disse Bale, que nos últimos tempos entrou em crise com o clube merengue, que defende desde 2013.

Uma das razões do desgaste crescente da relação de Bale com os espanhóis foi a reação do jogador na época da classificação do País de Gales para a próxima edição da Eurocopa, em novembro do ano passado, quando afirmou que sentia mais prazer defendendo a seleção do que o time espanhol. Na comemoração com companheiros, ele ainda posou com uma bandeira do país que trazia a inscrição "Gales. Golfe. Madrid. Nessa ordem".

Gareth Bale comemora classificação do País de Gales para a Eurocopa, que foi adiada para 2021, com bandeira polêmica - Getty Images
Gareth Bale comemora classificação do País de Gales para a Eurocopa, que foi adiada para 2021, com bandeira polêmica
Imagem: Getty Images

"Vi a bandeira algumas semanas antes. Havia fotos na internet. E eles disseram que, se nos qualificássemos, a levariam para comemorar. Todos comemoramos como um time, mas eu não segurei a bandeira. As pessoas podem interpretar como quiserem, mas eu só estava comemorando que meu país havia se classificado e sorrindo por isso", contemporizou o ponta.

Na entrevista, concedida ao americano Charlie Stillitano, diretor do torneio de pré-temporada International Champions Cup, Bale ainda revelou que, na quarentena, está mantendo a forma na academia em casa, abrindo mão de um de seus hobbies favoritos, jogar golf com amigos e colegas como o croata Luka Modric, eleito melhor jogador do mundo em 2018 e, segundo ele, um fiasco com o taco na mão.

"[Já joguei com ele] e ele não sabia o que fazer. Bateu o taco no chão, não acertou a bola. Acho que ele acertou uma bola em 20 tentativas. No dia seguinte, ele me viu e disse que estava com dor nas costas", brincou Bale.

Real Madrid