PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Maradona, sobre Ronaldinho: 'Não é um delinquente. Seu erro é ser ídolo'

Diego Maradona em foto com Ronaldinho Gaúcho - Reprodução/Instagram
Diego Maradona em foto com Ronaldinho Gaúcho Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

25/04/2020 19h44

Diego Maradona saiu em defesa de Ronaldinho Gaúcho ao falar sobre a prisão domiciliar que brasileiro cumpre no Paraguai.

"Claro que fico triste. Não é um delinquente, ele só foi trabalhar. Seu erro é ser ídolo, parece... é meu amigo e o apoio até a morte", afirmou Maradona ao jornal El Día.

Ronaldinho e seu irmão Assis são acusados de entrarem no país com documentos paraguaios de conteúdo falso.

Eles cumprem prisão domiciliar em um hotel de Assunção sob custódia policial e com a proibição de sair do Paraguai. No último dia 7, eles pagaram fiança de R$ 8,3 milhões para deixar o Grupamento Especializado da Polícia Nacional, onde estavam detidos.

Maradona é 'uma das piores pessoas que conheci', diz juiz

Maradona também foi assunto em entrevista do ex-árbitro Edgardo Codesal, que apitou a final da Copa do Mundo de 1990, vencida pela Alemanha contra a Argentina. O ex-juiz criticou o ex-camisa 10 argentino.

"Vi Maradona fazer coisas no campo dignas de minha admiração e meu respeito. Como jogador foi dos melhores, mas fora de campo é uma pessoa desagradável. Uma das piores que conheci na minha vida", afirmou em entrevista à Radio 1010 AM, do Uruguai.

Codesal ainda falou que poderia ter expulsado Maradona ainda antes do início da final. "Se aplico o regulamento pelo insulto que ele faz a todo o estádio, deveria tê-lo expulsado antes do jogo, mas tratei de acalmá-lo e falei que estávamos em uma final de Copa do Mundo", declarou.

Futebol