PUBLICIDADE
Topo

Há 8 anos, Ramires fazia golaço contra o Barcelona no Camp Nou; veja

Ramires comemora depois de marcar pelo Chelsea contra o Barcelona no Camp Nou - Felice Calabro/AP
Ramires comemora depois de marcar pelo Chelsea contra o Barcelona no Camp Nou Imagem: Felice Calabro/AP

Do UOL, em São Paulo

24/04/2020 15h11

Classificação e Jogos

Na noite do dia 24 de abril de 2012, Ramires fez um golaço contra o Barcelona no Camp Nou e ajudou a garantir a classificação do Chelsea para a final da Liga dos Campeões - o clube inglês levaria o título do torneio. Pior para o time de Lionel Messi, que era até então o atual campeão.

O Chelsea havia vencido a ida por 1 a 0 e entrou em campo em vantagem. O gol de Ramires foi decisivo para a classificação, pois foi marcado quando o time inglês perdia por 2 a 0.

Na ocasião, Pep Guardiola montou o Barcelona com Victor Valdés; Gerard Piqué, Carles Puyol e Javier Mascherano; Sergio Busquets, Xavi, Andrés Iniesta e Cesc Fàbregas; Lionel Messi, Isaac Cuenca e Alexis Sánchez. Do outro lado, o interino Roberto Di Matteo escalou o Chelsea com Petr Cech; Branislav Ivanovic, Gary Cahill, John Terry e Ashley Cole; Obi Mikel, Frank Lampard, Ramires e Juan Mata; Raul Meireles e Dider Drogba.

O Barcelona começou o jogo dominando as ações. Aos 35 minutos do primeiro tempo, Sergio Busquets colocou a equipe catalã à frente no placar. Dois minutos depois, John Terry, capitão do Chelsea, foi expulso e complicou a situação do time inglês.

No fim do primeiro tempo, Iniesta marcou aproveitando passe de Messi e fez o Barcelona abrir 2 a 0, placar que daria ao time catalão a vaga na final. Porém, logo em seguida, Ramires arrancou e, com classe e precisão, fez um golaço de cobertura sobre Valdés. Assim, o brasileiro colocou os blues em vantagem pelo critério do gol fora.

Messi teve a oportunidade de empatar de pênalti, mas chutou na trave. O Barcelona, que não criava jogadas efetivas apesar do domínio, acabou vendo a vaga da final escapar. Após a substituição de Drogba por Fernando Torres, o espanhol decretou a classificação com um gol nos acréscimos.

Futebol