PUBLICIDADE
Topo

Kaká não queria trocar o Milan pelo Real Madrid, afirma ex-agente

29.ago.2013 - Kaká comemora depois de marcar na partida do Real Madrid contra o La Coruña - AFP PHOTO / MIGUEL RIOPA
29.ago.2013 - Kaká comemora depois de marcar na partida do Real Madrid contra o La Coruña Imagem: AFP PHOTO / MIGUEL RIOPA

Do UOL, em São Paulo

22/04/2020 23h53

Anunciado como novo reforço do Real Madrid em junho de 2009, Kaká não queria ter trocado o Milan, onde já era ídolo, pelo clube merengue. A informação foi revelada nesta tarde por seu ex-agente, Gaetano Paolillo, em entrevista sobre o aniversário de 38 anos do ex-jogador.

Paolillo afirmou que o craque estava no radar do Real há algum tempo e que Kaká, apesar das investidas, não tinha planos de deixar a vida em Milão.

"Kaká não queria deixar o Milan. Ele e sua família estavam vivendo bem em Milão. Sem dinheiro, o clube o colocou à venda e o Real, naquele momento, era a melhor solução. Galliani (Adriano Galiani, ex-diretor do Milan) não queria vendê-lo, mas não dependia dele", declarou Paolillo em entrevista ao site italiano MilanNews.

Galliani mencionou, ao longo da entrevista, uma reunião que teve em sua casa com Bosco Leite, pai do jogador e dois representantes do Real: os ex-jogadores Franco Baldini e Predrag Mijatovic. O encontro ocorreu um ano antes da transferência do atleta para o time espanhol.

"Todos os anos, o Real Madrid perguntava se havia alguma forma de contratar Kaká", disse o agente. Ele também afirmou que o Milan sempre dizia que o jogador era "intransferível" e que o próprio Kaká dizia que não queria deixar o clube italiano.

Futebol