PUBLICIDADE
Topo

Jogadores do Flu aceitam redução e parcelamento de salários e selam acordo

Meia Nenê foi um dos jogadores que participaram de conversas com o presidente do Fluminense - Mailson Santana / Flickr do Fluminense
Meia Nenê foi um dos jogadores que participaram de conversas com o presidente do Fluminense Imagem: Mailson Santana / Flickr do Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

15/04/2020 12h29

Classificação e Jogos

O Fluminense chegou a um consenso com os jogadores e o clube espera homologar ainda hoje (15), na sede do Sindicato dos Atletas de Futebol do Rio de Janeiro (SAFERJ), o acordo de redução salarial dos atletas tricolores.

Pelo trato entre as partes, os vencimentos de março terão redução de 15%, enquanto os de maio foram diminuídos em 25%. Os 85% referentes ao terceiro mês, no entanto, serão diluídos. Assim, o grupo receberá 65% e o restante será dividido ao longo do ano.

Com o elenco de férias, o Flu acertou o pagamento de metade dos vencimentos imediatamente, mas a outra parte será quitada no final deste ano.

A discussão entre as partes deixou também acordada uma cláusula que contempla a pandemia da Covid-19. Em junho, os pagamentos voltam a ser integrais, mas o tema pode voltar à pauta se a epidemia se estender após este período.

O presidente Mario Bittencourt conduziu as conversas e teve a assessoria do diretor-executivo Paulo Angioni. Os jogadores foram representados por Digão, Igor Julião, Hudson, Nenê, Muriel e Henrique.

Em reunião da Comissão Nacional de Clubes, o Tricolor foi o único carioca da Série A do Brasileiro que votou pela ampliação do período de férias dos atletas até o dia 30 de abril.

Fluminense