PUBLICIDADE
Topo

Pandemia adia novo contrato do Grêmio com zagueiro que não atua desde 2013

Divulgação/Grêmio FBPA
Imagem: Divulgação/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

05/04/2020 04h00

A pandemia do novo coronavírus adiou o acordo entre Grêmio e Gabriel para assinatura de novo contrato. O zagueiro não atua desde 2013 e em dezembro ficou livre pelo fim do vínculo como atleta — o que foi encarado como aposentadoria oficial. O ex-jogador vai se tornar funcionário do setor administrativo do clube gaúcho.

Aos 31 anos, Gabriel chegou a ser convocado para reunião em março. O encontro foi cancelado pelos decretos contra aglomeração e início da quarentena preventiva.

Contratado a Lajeadense, o zagueiro teve complicações após cirurgia no joelho e chegou a consultar especialistas. Mas não conseguiu voltar a jogar. Mesmo sem atuar, Gabriel manteve rotina de treinos físicos e convívio com jogadores no vestiário principal.

Em 2016, Gabriel foi chamado por Maicon e Geromel para erguer o troféu da Copa do Brasil ao lado do elenco que participou da campanha no torneio.

Desde dezembro, Gabriel não consta mais na folha salarial do elenco profissional. O final do contrato como jogador impede o Grêmio de pagar salários.

O clube chegou a fazer proposta para ampliar o vínculo e dar subsídio, mas os advogados do ex-jogador preferiram aguardar acordo para carreira administrativa.

Gabriel estuda administração e já tem acordo encaminhado para receber salário retroativo aos primeiros meses do ano, período em que ficou sem receber vencimentos. O Grêmio trata o assunto como relevante, mas no momento prioriza planos de contingência da crise da covid-19.

Futebol