PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro reabre conversas e tenta melhorar condições para contratar Dodô

Lateral de 28 anos foi liberado no início de janeiro. Agora, Cruzeiro quer rever condições para firmar um novo acordo - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Lateral de 28 anos foi liberado no início de janeiro. Agora, Cruzeiro quer rever condições para firmar um novo acordo Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

04/04/2020 04h00

Liberado pelo Cruzeiro há quase três meses, o lateral esquerdo Dodô voltou a fazer parte dos planos do clube mineiro. A intenção da diretoria é de contar com o jogador no elenco de Enderson Moreira, e já retomou as conversas para tentar contratá-lo em definitivo, precisando ainda entrar em um acordo sobre pontos importantes de um possível futuro contrato.

Dodô chegou ao Cruzeiro em 2019, emprestado pela Sampdoria. O clube italiano tem contrato com o atleta até o final de junho. Em Minas, o jogador não conseguiu se firmar como titular na lateral esquerda, passando a maior parte dos jogos na reserva de Egídio, outro bastante criticado no setor. Além disso, a reestruturação que foi obrigado a fazer contribuiu para que o Cruzeiro não exercesse o direito de compra, liberando o jogador em janeiro deste ano. Agora, carente de um lateral esquerdo, o clube quer voltar a contar com o atleta.

"O Dodô foi meu atleta em 2005, ele tinha 14 anos, e eu era diretor da base do Cruzeiro. Eu conheci o pai dele e a primeira coisa que fiz com a autorização do Carlos [Ferreira, interlocutor do conselho gestor do Cruzeiro] foi ligar para o pai. Iniciei uma conversa com ele, recebi uma boa sinalização, conversei com o empresário, conversei com o Dodô. Estamos movimentando isso para tentar melhorar essa relação e aproveitar", comentou o diretor de futebol Ricardo Drubscky, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Ação na Justiça

Recentemente, chamou atenção o fato de Dodô estar tentando fazer o caminho contrário ao de outros atletas ou ex-atletas do Cruzeiro. Do final do ano passado para cá, o clube sofreu com ações na Justiça e precisou se desligar de alguns jogadores. No entanto, há menos de duas semanas, Dodô tomou o mesmo caminho, mas com o objetivo de voltar a treinar na Toca da Raposa.

O lateral pede que o clube cumpra o acordo feito pela antiga diretoria para estender sua permanência em Belo Horizonte. Como já informado, o Cruzeiro também tem o interesse de contar com o lateral. No entanto, será preciso renegociar pontos importantes que foram estabelecidos pela antiga diretoria e que não agradam os atuais gestores, como o alto salário e o pagamento de luvas de R$ 8,8 milhões.

"O Enderson gosta muito dele, ele é um grande jogador, fez mais de 100 jogos pelo Santos, fora a temporada dele no exterior, então, é uma conversa que está aberta e vamos tentar resolver de uma maneira ou de outra. Tem muitas pendengas jurídicas aí, mas eu acredito que vai dar certo", concluiu Drubscky.

Até o momento, Enderson Moreira ainda não tem nenhum reforço confirmado depois que chegou ao Cruzeiro. A primeira contratação deverá ser o meia Régis, que está com negociação avançada para ser emprestado pelo Bahia até o final do ano. Além disso, a diretoria ainda busca por um lateral direito, um meia armador e um atacante de velocidade.

Cruzeiro