PUBLICIDADE
Topo

SporTV vai reprisar goleada da seleção sobre a Argentina no domingo

Na época, Ronaldinho Gaúcho era considerado o melhor jogador do mundo - EFE
Na época, Ronaldinho Gaúcho era considerado o melhor jogador do mundo Imagem: EFE

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 20h52

O programa Faixa Especial, do SporTV, vai exibir às 17h30 do domingo (5) a goleada da seleção brasileira sobre a Argentina na Copa das Confederações de 2005.

Com atuações de Adriano, Kaká e Ronaldinho Gaúcho — na época o melhor jogador do mundo —, o Brasil venceu o jogo por 4 a 1 e conquistou seu segundo título na Copa das Confederações no torneio.

A narração inédita será feita por Cléber Machado, com comentários de Junior e Caio Ribeiro.

"Legal demais poder reviver a emoção de uma grande conquista da seleção brasileira, ainda mais em um Brasil x Argentina, uma rivalidade histórica. Vai ser muito bom poder ver Adriano fazendo gol de tudo quanto é jeito, Kaká voando e Ronaldinho Gaúcho, um dos magos da bola. Imperdível e tenho muito prazer em participar desta transmissão", afirma Caio Ribeiro, que atuou ao lado do meia Zé Roberto, um dos jogadores em campo na decisão disputada em Frankfurt, na Alemanha.

Na segunda-feira (6), às 19h, o programa vai reprisar outra grande vitória do futebol brasileiro: da conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016, título que faltava à seleção.

A vitória foi por 5 a 4 sobre a Alemanha, nos pênaltis após o empate em 1 a 1 no tempo normal. A partida encheu de emoção o Maracanã completamente lotado.

Nesse jogo, a narração fica por conta de Luiz Carlos Jr., junto com os comentaristas Pedrinho e Lédio Carmona, que curiosamente nunca viu o jogo.

"Exatamente na hora da final, estava dentro de um avião, voando para Brasília para a transmissão de Flamengo x Grêmio, que aconteceria no dia seguinte. Quando o avião começou a taxiar, liguei o meu tablet e estava começando a disputa de pênaltis. Enquanto as portas não abriam, boa parte dos passageiros viu a decisão no meu tablet e, quando o jogo acabou, foi uma festa. Acabei não vendo o jogo e tudo será uma novidade, um grande barato", conta.

Futebol