PUBLICIDADE
Topo

Com coronavírus, prejuízo de clubes italianos pode ultrapassar R$ 1 bilhão

Cristiano Ronaldo e Paulo Dybala, jogadores da Juventus, que está na ponta da tabela do Italiano - Danilo Di Giovanni/NurPhoto via Getty Images
Cristiano Ronaldo e Paulo Dybala, jogadores da Juventus, que está na ponta da tabela do Italiano Imagem: Danilo Di Giovanni/NurPhoto via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 07h56

O futebol da Itália - um dos países mais afetados pelo coronavírus - também sofrerá consequências sem precedentes diante da pandemia que assola o mundo.

Isso porque, caso o campeonato nacional não seja retomado nos próximos meses, os clubes podem perder, segundo o jornal Mundo Deportivo, cerca de 250 milhões de euros (mais de R$ 1,4 bilhão) com receitas de patrocinadores.

Este é um dos motivos que fazem com que a Federação Italiana de Futebol considere "essencial" terminar a temporada atual, mesmo estendendo o período considerado "limite" - dia 30 de junho.

Gabriele Gravina, presidente da federação, disse recentemente que a prioridade da instituição é encerrar o Campeonato Italiano.

"Hoje, ninguém pode fazer previsões até que se controle essa emergência de saúde. É uma emergência única, que afetou todos os setores. Mas, assim que for superada, devemos avançar e o futebol está pensando em como pode retomar a competição. A prioridade absoluta é terminar o campeonato".

Futebol