PUBLICIDADE
Topo

André Santos diz não ter mágoa de Dunga e cita dúvida sobre lateral em 2022

Jogador André Santos disputa bola com Carlos Tevez na vitória do Brasil sobre a Argentina por 3 x 1 em Rosário em partida válida pelas eliminatórias da Copa de 2010. - Daniel Garcia/AFP
Jogador André Santos disputa bola com Carlos Tevez na vitória do Brasil sobre a Argentina por 3 x 1 em Rosário em partida válida pelas eliminatórias da Copa de 2010. Imagem: Daniel Garcia/AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/04/2020 19h33

Campeão da Copa das Confederações de 2009, André Santos falou sobre sua passagem pela seleção brasileira e afirmou não guardar mágoas de Dunga, treinador que o deixou de fora da Copa do Mundo de 2010. O ex-jogador explicou o que levou o então comandante da seleção a cortá-lo das convocações.

"Ganhamos a Copa das Confederações, um título inesquecível. Continuei como titular depois disso. Até que no jogo contra a Bolívia, eu me atrasei na chegada do ônibus, acho que o Dunga julgou como uma atitude de irresponsabilidade e ele cobrava muito isso. Ele tinha essa marca da disciplina. Então, depois deste episódio, fui cortado, não fui mais chamado. Não tenho mágoa do Dunga. Falo com ele até hoje. Acredito que não foi o momento de ir para a Copa do Mundo mesmo", declarou em entrevista ao Expediente Futebol, do Fox Sports, hoje (1).

André Santos ainda opinou sobre os jogadores que têm disputado a vaga de lateral esquerdo na seleção brasileira do técnico Tite. Os favoritos para jogarem a Copa do Mundo de 2022, na opinião do ex-jogador, são Renan Lodi e Jorge.

"Gosto muito do Marcelo e do Filipe Luís. Estão jogando em alto nível ainda, mas estamos falando de uma Copa que vai acontecer daqui a alguns anos, então, não sei se eles vão chegar na melhor forma em 2022. Hoje, tem o Renan Lodi, que despontou, está jogando muito bem e é muito jovem. Também acredito que o Jorge tem muito potencial para defender a seleção. Acredito que estamos bem servidos na lateral, apesar de notar que o número de grandes laterais tem diminuído", disse.

UOL Esporte vê TV