PUBLICIDADE
Topo

Coutinho doa caminhões de cestas básicas para Barreira do Vasco e Mangueira

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

31/03/2020 17h05

Emprestado pelo Barcelona (ESP) ao Bayern de Munique (ALE), o meia Philippe Coutinho não esqueceu suas raízes em tempos de pandemia do coronavírus e doou caminhões de cestas básicas - com 20 toneladas de alimentos e produtos de higiene - para as comunidades da Barreira do Vasco e da Mangueira. A informação inicial foi dada pelo "Globoesporte.com" e confirmada pelo UOL Esporte.

A primeira remete ao seu passado no Vasco da Gama, clube onde foi revelado para o futebol e onde se formou no ensino médio. Ela é vizinha ao estádio de São Januário.

A outra tem uma ligação afetiva com sua infância, já que ele morava no bairro do Rocha, mais precisamente na Avenida Marechal Rondon, que fica na Zona Norte do Rio de Janeiro e é bem próxima à comunidade, conhecida por ter uma das escolas de samba mais famosas do país. Foi lá também que ele deu seus primeiros passos no futsal.

Cesta básica com encarte e mensagem de Philippe Coutinho aos moradores da Barreira do Vasco e Mangueira - Divulgação
Cesta básica com encarte e mensagem de Philippe Coutinho aos moradores da Barreira do Vasco e Mangueira
Imagem: Divulgação

"Gostaria primeiramente de agradecer a Deus por me proporcionar condições de ajudar ao próximo. Agradeço também a todos que colaboraram de alguma forma para que essa ação solidária se tornasse possível. Esse é o início de uma grande campanha para o bem, espero continuar podendo ajudar sempre. Ajudar quem precisa é fundamental para um mundo melhor e todos nós deveríamos fazer a nossa parte, seja com muito ou com pouco. O importante é ajudar", disse Philippe Coutinho em comunicado de sua assessoria de imprensa.

Os morados da Barreira do Vasco descarregaram as mercadorias hoje (31) e registraram em fotos e vídeos o momento. Um encarte continha a foto do jogador e a mensagem: "o mundo está passando por um momento difícil, e todos nós precisamos fazer a nossa parte! Vamos ficar em casa, cuidar das nossas famílias e pedir a Deus para que tudo isso passe logo! Juntos somos mais fortes!".

Vasco