PUBLICIDADE
Topo

'Para não demitir ninguém', Fortaleza reduz salários de atletas e diretores

Do UOL, em Santos (SP)

27/03/2020 13h02

Resumo da notícia

  • Fortaleza anunciou redução nos salários de atletas e diretores
  • Medida tem como objetivo conter as despesas durante crise
  • "Tudo isso para não demitir ninguém", diz nota do clube tricolor
  • Jogadores, por exemplo, receberão 25% do salário de março

"Se a gente não gosta de perder um jogo, imagine um funcionário". Essa foi uma das frases utilizadas pelo Fortaleza para anunciar que diretores remunerados e jogadores abriram mão de parte dos salários para ajudar a conter as despesas durante a crise do novo coronavírus e assim não prejudicar - ou até demitir - funcionários de outros setores do clube.

Segundo o Fortaleza divulgou na manhã de hoje (27), a ação faz parte da recém-criada Rede de Proteção do Funcionário (RPF), e foi estabelecido um 'acordo de redução e adiamento de parte dos vencimentos de jogadores, diretores e executivos remunerados'.

Os jogadores, por exemplo, toparam receber 25% do salário de março somente quando a crise passar. Já em abril, os atletas abriram mão de 10% do salário em definitivo e de outros 15% provisoriamente, até a crise passar.

Os diretores e executivos remunerados abriram mão em definitivo de 15% dos vencimentos do mês de abril. "Tudo isso para não demitir ninguém. Se a gente não gosta de perder um jogo, imagine um funcionário", destaca o comunicado.

Vale ressaltar que o Fortaleza negociou a redução dos salários com os jogadores de maneira separada de outras equipes, assim como ficou acordado após reunião entre clubes das séries A e B, realizada ontem (26).

"Optamos por abrir mão do nosso salário para ajudar o clube neste momento em que todos precisam se ajudar. É necessário fazer esse tipo de ajuste para que o clube honre seus compromissos, e a gente consiga manter o emprego de todos os nossos profissionais. Não queremos demitir ninguém", disse o presidente Marcelo Paz em entrevista ao UOL Esporte, ainda ontem (26).

Fortaleza