PUBLICIDADE
Topo

Após pausa por coronavírus, Palmeiras deve ter gramado sintético no CT

Gramado artificial do Allianz Parque - Divulgação/SE Palmeiras
Gramado artificial do Allianz Parque Imagem: Divulgação/SE Palmeiras

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

27/03/2020 04h00

O Palmeiras deve ter mais comodidade para se preparar para as partidas quando as atividades forem retomadas no futebol brasileiro, após a pausa devido à pandemia do coronavírus. O clube pretende colocar à disposição dos jogadores o gramado sintético, igual ao do Allianz Parque, em um dos campos da Academia de Futebol, na zona oeste da capital paulista.

As obras tiveram sequência na última semana, sendo que fora instalado o piso. Na próxima segunda-feira (30), o trabalho para a implantação do campo será retomado, com o processo de instalação da areia e de 53 toneladas de borracha termoplástica.

"Na semana passada, terminamos de instalar a grama. O que falta é colocar areia e a borracha. Essa semana saiu o decreto do governador [João Doria, sobre a quarentena no Estado], que veio ao encontro da dificuldade para encontrar areia. Vão entregar o material na segunda-feira, aí começamos e terminamos tudo em dez dias", disse Alessandro Oliveira, CEO da Soccer Grass, empresa responsável pelo gramado artificial do Palmeiras.

Por se tratar do ramo da construção civil, há liberação para que a firma retome o processo de instalação na próxima semana, mesmo com o período de quarentena em São Paulo.

"O processo de colagem é o que demanda de mais gente. Agora, três ou quatro pessoas fazem o serviço. Mas vamos ter cuidados com os nossos funcionários. Eles vão com veículos da empresa, para não precisarem de transporte público, vão manter a distância recomendada uns dos outros, e todos estarão equipados com álcool gel e máscara", completou Oliveira.

Palmeiras