PUBLICIDADE
Topo

Moreno vê evolução, mas diz que time atual do Cruzeiro dificilmente subiria

Atacante retornou ao Cruzeiro em 2020, mas não marcou em seus cinco primeiros jogos com a camisa estrelada - Alessandra Torres/AGIF
Atacante retornou ao Cruzeiro em 2020, mas não marcou em seus cinco primeiros jogos com a camisa estrelada Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

27/03/2020 15h20

O boliviano Marcelo Moreno foi bem sincero ao comentar sobre a atual situação do Cruzeiro e sobre as expectativas para a temporada de 2020. Maior contratação celeste do ano, o atacante espera ver o time crescendo de produção com a chegada de Enderson Moreira e outros reforços, mas acha que a Raposa dificilmente subirá para a primeira divisão com as atuais peças.

"Com o time atual, acredito que seja muito difícil. Cruzeiro vive momento de reconstrução. Mas vai melhorar muito, estão chegando novos jogadores, chegou o novo treinador. Acredito que o time vai subir, sim", afirmou o atacante, em uma conversa com seu assessor, Vinícius Vieira, em uma transmissão pelo Instagram.

Marcelo Moreno é a principal contratação do Cruzeiro até aqui em 2020. O boliviano estava na China, mas conseguiu um desligamento do Shijiazhuang Ever Bright para retornar ao clube mineiro. Ainda sem marcar nos primeiros cinco jogos, ele está a seis gols de ultrapassar Arrascaeta e retomar o posto de maior artilheiro gringo da história celeste.

"Atacante gosta de fazer gol sempre. Entendo esse momento do Cruzeiro. Não estava 100%. Falei com o Adilson que não estava 100%. Estava fazendo pré-temporada com o time chinês, mas disse que estava à disposição do Cruzeiro, pronto para ajudar. Mas ainda não estou como quero. Quero estar melhor ainda, como nunca tive. E, na hora que sair um gol, vão sair vários", acrescentou.

Abaixo, outros trechos sobre o que mais falou Marcelo Moreno:

Antiga gestão do Cruzeiro:

"Deixaram muitos problemas, faliram o Cruzeiro, praticamente. E, neste ano, o clube está tentando de qualquer jeito se reerguer, e eu vim neste momento de poder ajudar o Cruzeiro nessa situação. Eu vejo que muitos jogadores assim, olham o momento do Cruzeiro, e falam assim: não é o momento de voltar. Eu optei por dar a cara à tapa mesmo, colocar meu trabalho à disposição. Eu sei que vai dar tudo certo".

Apresentação com camisa pintada no corpo

"Ele (diretor de marketing) não estava acreditando no que eu tinha falado. Jogador pintar a camisa do time no próprio corpo. Isso nunca aconteceu. Disseram para colocar patrocinadores, fizeram um trabalho perfeito. A gente ficou umas 2h30 fazendo. Fiquei mais de uma hora em pé para fazer o desenho. A coletiva de apresentação demorou muito".

Sonho de aposentar no Cruzeiro

"O respeito que tenho pelo Cruzeiro me motivou a voltar. Essa identificação que tenho é legal e pretendo valorizar isso dentro e fora de campo. E é meu sonho aposentar aqui por tudo que eu passei, pelo respeito que tenho com o torcedor, e pelo que o torcedor tem comigo. Seria o clube ideal. Pela festa que vou querer fazer também, porque quero ter a lembrança para sempre".

Cruzeiro