PUBLICIDADE
Topo

Mauro: "CRB tem mais condições que o Cruzeiro de passar pela paralisação"

Do UOL, em São Paulo

27/03/2020 04h00

O Cruzeiro trocou de técnico pouco antes mesmo da parada causada pela pandemia do novo coronavírus no futebol brasileiro, com a saída de Adilson Batista e a contratação de Enderson Moreira. No Posse de Bola #25, Arnaldo Ribeiro considera uma boa oportunidade para o treinador, que deixou o Ceará, na Série A, para assumir o clube mineiro na B. Já Mauro Cezar pondera que o clube celeste não terá facilidade que outros grandes tiveram para subir.

"O Cruzeiro contrata um treinador que tem uma certa experiência nesse tipo de situação, que está, diferentemente do Vasco, já mapeando tudo o que ele tem pela frente, não se sabe ainda como vai acontecer a Série B, mas a principal missão do Cruzeiro nesse ano seria voltar para a primeira divisão do futebol brasileiro. O Cruzeiro traz um treinador que tem, digamos, boas condições de fazer esse trabalho, pro Enderson lá faz sentido", afirma Arnaldo (disponível no vídeo acima a partir de 24:37).

"Normalmente, para um técnico, pegar um grande na Série B é grande negócio porque muito provavelmente ele sobe, conta com a anuência e a paciência da torcida naquele ano amargo, mas tem uma solidariedade quase automática da torcida nesse período de Série B, segunda divisão, e acho que é isso o que o Enderson está pensando. E o treinador que fosse assumir o Cruzeiro na Série B, com todos os problemas que o Cruzeiro tem, sim, não é uma certeza que o Cruzeiro consiga a promoção nesse primeiro campeonato na segunda divisão, mas a chance de isso acontecer é grande e o técnico normalmente se dá bem", completa.

Mauro Cezar cita a diferença no valor da cota de televisão da atual temporada, que é diferente de anos anteriores, quando outros grandes caíram, mas mantiveram o valor da primeira divisão.

"Os problemas do Cruzeiro são gigantescos, muito maiores do que os de outros clubes que foram rebaixados no passado recente nessa era de pontos corridos e até um pouco antes. Praticamente, todos os grandes já foram até a segunda divisão dar um passeio pelo menos uma vez, o Vasco já foi três vezes. Mas, agora, a situação é bem pior porque a grana vai ser mais curta, a dívida é enorme, os problemas administrativos, financeiros e policiais são gigantescos. É bem complicado e com essa paralisação não do futebol, mas da economia, o mundo parado, travado, tira da tomada. E quando ligar de novo, para pegar vai ser complicado, no caso do Cruzeiro não vai ser fácil", afirma Mauro (no vídeo a partir de 28:31).

"Você pega por exemplo o CRB, que ganhou do Cruzeiro [pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil]. O CRB vendeu lá as propriedades que tinha há alguns anos e montou um CT, se estabeleceu como um clube de Série B. Ele não sobe, não cai, fica ali, às vezes faz uma campanha melhor, pior, fica por ali. Aí foi lá e ganhou do Cruzeiro. O CRB certamente hoje tem mais condições de passar pelo período da paralisação do futebol, dentro do seu tamanho, das suas possibilidades, da sua realidade, do que o Cruzeiro. O Cruzeiro é aquele cara que está endividado no cartão de crédito, cheque especial, não paga aluguel, o condomínio atrasou um tempão, e as contas vão continuar chegando", finaliza o jornalista.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol