PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


Presidente do Inter compara coronavírus à gripe, mas alerta: 'Muito sério'

Marcelo Medeiros, presidente do Internacional - Divulgação/SC Internacional
Marcelo Medeiros, presidente do Internacional Imagem: Divulgação/SC Internacional

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/03/2020 12h34

Diagnosticado com coronavírus, Marcelo Medeiros, presidente no Internacional, comparou a covid-19 a uma gripe. Sem apresentar tosse ou deficiência respiratória, o cartola contou, em entrevista ao Jogo Aberto, que já está no nono dia de isolamento, e melhorando a cada dia.

Além disso, o dirigente pediu a colaboração de todos no combate à doença, para que tudo volte à normalidade o quanto antes. Vale lembrar que, por conta da pandemia, o Campeonato Gaúcho está suspenso.

"Já estou no nono dia de isolamento. Os primeiros sintomas que eu tive foram no dia 15 de março, num domingo. Na segunda-feira, eu comuniquei aquele estado gripal para o departamento médico do Inter e, por cautela, fui fazer o exame na segunda-feira, dia 16. A confirmação veio na sexta-feira. Faz quatro dias que eu não tenho nenhum sintoma de febre. Estou melhorando a cada dia. Em nenhum momento eu tive deficiência respiratória", relatou Medeiros.

"Os sintomas mais comuns da gripe são: dor de cabeça, febre, dor no corpo, tosse e deficiência respiratória. Eu não tenho tosse. Eu tive febre baixa, não passou de 37,5°. Desde moço, eu pratiquei esporte. Eu tenho uma capacidade respiratória privilegiada. Acho que os anos de esporte me ajudaram a enfrentar esse momento, mas eu acho que vai do biótipo de cada um", completou.

Já sobre o momento enfrentado pelo país, o cartola afirmou que, apesar de ser 'uma gripe', a covid-19 merece atenção:

"É fundamental que as pessoas tenham a consciência da gravidade do momento que a gente está vivendo, e que a gente possa, de uma maneira solidária, atravessar tudo isso e voltar à normalidade o quanto antes", afirmou o presidente, que seguiu:

"O momento é de alto risco, é muito sério, mas, na verdade, o coronavírus é uma gripe. Uma gripe que tem uma curva de chegada, de ascensão, e, depois, ela passa. Eu não sou médico, mas as informações que a gente tem são as seguintes: Que a deficiência respiratória é um sintoma mais sério que tem que ser observado, porque pode te levar a uma crise aguda. Aí sim tu vai precisar de internação, respirador artificial. Aí tu entra num ciclo mais perigoso".

Além de Marcelo Medeiros, o presidente no Grêmio, Romildo Bolzan também foi diagnosticado com coronavírus.

UOL Esporte vê TV