PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


Coronavírus: Aliviado com adiamento da Olimpíada, B. Guimarães quer jogá-la

Capitão do Brasil, Bruno Guimarães carrega a bola no jogo contra a Argentina no Pré-Olímpico - REUTERS/Luisa Gonzalez ORG XMIT
Capitão do Brasil, Bruno Guimarães carrega a bola no jogo contra a Argentina no Pré-Olímpico Imagem: REUTERS/Luisa Gonzalez ORG XMIT

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/03/2020 22h32

Classificação e Jogos

Um dos destaques da seleção olímpica brasileira, Bruno Guimarães se disse aliviado com o adiamento dos Jogos Olímpicos. No entanto, o meio-campista do Lyon, que completa 24 anos em 2021, espera bom senso do Comitê Olímpico Internacional (COI) para que possa participar do evento no ano que vem.

"Deu um certo alívio. Todo mundo estava preocupado, sabendo que a melhor coisa é ficar em casa. Espero que tenha bom senso para aumentar a idade olímpica, assim como teve agora. Sei que ninguém tem culpa pela pandemia, mas estamos nos preparando desde o torneio de Toulon, abrimos mão das férias para disputar o pré-olímpico. Então, espero que os nascidos em 1997 possam disputar as Olimpíadas", declarou em entrevista ao Troca de Passes, do SporTV, hoje (24).

Morando na França, Bruno Guimarães falou sobre sua rotina na Europa. O jogador contou que tem se dedicado de forma intensiva a aprender o idioma local, mas admitiu que tem enfrentado dificuldades para se adaptar à nova rotina.

"Estamos com muita dificuldade, ainda mais nós jogadores, que perdemos a rotina. Sinto muita falta, ainda mais que eu estava me enturmando. Tem sido muito difícil. Tento distraído a cabeça com outras coisas, intensifiquei minhas aulas de francês online. O objetivo é voltar já podendo conversar em francês. Mas, não tem o que fazer. Temo que ficar em casa", completou.

UOL Esporte vê TV