PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


Coronavírus: Dirigente do São Paulo cita prejuízo incontável por pandemia

Alexandre Pássaro, gerente-executivo de futebol do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Alexandre Pássaro, gerente-executivo de futebol do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/03/2020 23h16

Gerente-executivo do São Paulo, Alexandre Pássaro afirmou que o clube terá um prejuízo incontável por conta da pandemia do Coronavírus. O dirigente, no entanto, defendeu as medidas que vêm sendo adotadas pelo governo do estado paulista.

"Não dá para contabilizar o prejuízo porque não sabemos até onde vai isso. E todas as decisões que foram tomadas essa semana foram de muito bom senso e mínimas. É o mínimo que a gente pode fazer. E vai haver um desencaixe financeiro, não tem como evitar. Recebi um e-mail do Barcelona avisando que eles vão atrasar um pagamento de R$ 5 milhões. E não vão atrasar porque não têm dinheiro, mas porque eles não sabem o que vai acontecer também", declarou em entrevista ao Bola da Vez, na ESPN Brasil, que foi ao ar hoje (21).

O dirigente ainda explicou a 'dívida' de R$ 5 milhões do Barcelona. O time catalão adquiriu uma opção de compra do jovem atacante Gustavo Maia, que disputou a Copa São Paulo de 2020. Caso a venda se concretize, o time tricolor pode faturar até R$ 25 milhões.

"Vendemos uma opção de compra por cerca de R$ 5 milhões do Gustavo Maia, que jogou a Copinha com a gente, para que o Barcelona possa comprar no meio do ano, caso queira, por mais um valor fixado, totalizando aí cerca de R$ 25 milhões. A gente só vendeu a opção, se o Barcelona não exercer até 30 de junho a gente apenas ganhou esse dinheiro. Não tem nenhum reflexo no clube, é mais uma dessa modalidade em que a gente busca de tentar criar dinheiro sem que necessariamente a gente perca o jogador naquele instante", explicou.

UOL Esporte vê TV