PUBLICIDADE
Topo

Quem no Botafogo aproveitou (ou não) início de ano antes da paralisação

Pedro Raúl e Bruno Nazário são os principais destaques neste início de temporada - Vitor Silva/Botafogo
Pedro Raúl e Bruno Nazário são os principais destaques neste início de temporada Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

20/03/2020 04h00

O Botafogo iniciou a temporada 2020 repleto de expectativas por conta do processo de transformação em clube empresa. Mesmo ainda sem ter o dinheiro dos investidores, o clube tentou montar um elenco com o perfil parecido do que teria pela frente. Apesar da presença de alguns veteranos, a realidade é de um elenco com peças pouco conhecidas no cenário nacional.

Diante disso, várias caras novas tiveram que se apresentar para os torcedores com a bola nos pés. Alguns se destacaram, outros não. Afinal, quem foi bem neste início de temporada e ganhou um fôlego para se firmar no Botafogo? Por outro lado, quem foi mal e já deu para perceber que não terá condições de ajudar muito em campo depois da paralisação do calendário do futebol devido à pandemia do coronavírus?

O UOL Esporte fez uma lista de alguns jogadores que chamaram atenção neste início de temporada.

Foram bem

Pedro Raul

É um dos principais destaques do Botafogo neste início de temporada. Centroavante assumiu a titularidade absoluta e correspondeu com gols. Mesmo com problema de lesões, que o tiraram de alguns jogos, se mostra uma pela fundamental para a sequência do Alvinegro no ano.

Bruno Nazário

Assim como Pedro Raul, chamou bastante atenção nesses primeiros jogos. A dupla vive seu primeiro ano de Botafogo e já mostrou que tem condições de ajudar e muito o time. O camisa 10 tem mostrado uma faceta artilheira que tem o deixado ainda mais nos holofotes.

Marcelo

Após muitos anos na reserva, finalmente chegou o momento de Marcelo ser o nome da zaga do Botafogo. Depois de uma temporada espetacular em 2019, o zagueiro se firmou ainda mais como liderança técnica do Alvinegro. É hoje a grande referência e tem dado conta do recado.

Kanu

Formado nas categorias de base do Botafogo, Kanu tem se firmado como o companheiro ideal de Marcelo. Carli convive com lesões e Ruan Renato ainda está no fim da fila. Melhor para o jovem zagueiro que tem aproveitado e bem a oportunidade de vestir a camisa do Alvinegro.

Caio Alexandre

O jovem volante não tomou conhecimento da concorrência e botou o experiente Cícero no banco de reservas. Caio Alexandre chamou a atenção pela qualidade nos passes e facilidade em dar a saída de bola. Os passes longos já renderam alguns gols ao Botafogo na temporada.

Luís Henrique

Um dos únicos remanescentes da última temporada que segue como titular. O jovem de 18 anos abraçou bem a oportunidade e é a principal válvula de escape do time. Habilidoso e com vigor físico impressionante, ele tem arrancado aplausos dos torcedores a cada jogo. É o novo xodó.

Mesma nível

Luiz Fernando

A oscilação tem sido o principal inimigo de Luiz Fernando no Botafogo. Após bons jogos, ele passa um período longe das boas atuações. A torcida não sabe o que esperar do jogador e o início de ano serviu para ratificar essa sensação.

Gatito

Um dos ídolos atuais da torcida, Gatito Fernández tem acumulado grandes jogos com falhas que não fazem seu feitio. Essa situação já vinha ocorrendo na última temporada e se repete em 2020. Já foi herói ao classificar Botafogo contra o Náutico, mas decepcionou em outros momentos.

Fernando

Parte da torcida tem implicância com o atleta formado nas categorias de base. Fernando, no entanto, mostra uma regularidade que impressiona. Se não é o principal destaque, também está longe de ser o pior dos problemas. Talvez seja o mais confiável da sua posição até aqui.

Foram mal

Joel Carli

O experiente zagueiro não vive o melhor momento com a camisa do Botafogo. Carli conta com muitos fãs na torcida, mas tem sofrido com lesões que o impedem de ter uma sequência no time titular. Foi assim em 2019, quando perdeu vaga de titular para Marcelo. Neste ano recuperou vaga, mas voltou a se lesionar e convive com essa dúvida.

Guilherme Santos e Danilo Barcelos

A lateral esquerda gera um curioso problema no Botafogo. Guilherme Santos e Danilo Barcelos têm se revezado e ambos não souberam aproveitar a brecha. A torcida, por enquanto, tem sentido saudade de quem está no banco de reservas, o que mostra o nível de decepção com ambos nestes primeiros jogos.

Barrandeguy

O uruguaio foi contratado e criou grande expectativa na torcida. Porém, nada disso se confirmou. Pelo contrário. Barrandeguy ainda não conseguiu mostrar bom futebol e tem deixado os torcedores com mais saudade de Marcinho, lesionado no joelho. Ainda há tempo para se recuperar, mas até o momento...

Botafogo