PUBLICIDADE
Topo

Melhor do Paulista, Santo André perderá quase todo o elenco em paralisação

Elenco do Santo André reunido no vestiário: time tem seis vitórias, um empate e três derrotas - Reprodução/Facebook
Elenco do Santo André reunido no vestiário: time tem seis vitórias, um empate e três derrotas Imagem: Reprodução/Facebook

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

18/03/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Campeonato Paulista foi suspenso por tempo indeterminado anteontem (16), após reunião com representantes de clubes na sede da Federação Paulista de Futebol. A ideia de paralisar o torneio em razão da pandemia do coronavírus não foi consensual no início da reunião — alguns clubes defendiam a antecipação das datas para que a primeira fase fosse encerrada no fim de semana. A explicação é financeira e atinge o melhor time do torneio.

Após dez rodadas, o Santo André soma 19 pontos e lidera, além do Grupo B, a classificação geral do Estadual. O Palmeiras tem a mesma pontuação, mas uma vitória a menos. O time do ABC Paulista foi um dos defensores de que o torneio tivesse mais duas rodadas, mesmo em meio ao surto da Covid-19. O argumento era "decidir a vida" dos times classificados para as quartas de final ou rebaixados, como ele próprio.

De 28 jogadores inscritos pelo Santo André no Campeonato Paulista, 21 têm contrato somente até abril, outros quatro entre maio e dezembro e apenas três até 2021. Segundo Edgard Montemort Filho, diretor executivo da equipe, o Santo André não tem dinheiro para manter o elenco se a suspensão do Paulista se arrastar.

É inviável para o clube renovar contratos sem saber até quando.

"Não temos condição de arcar com mais três ou quatro meses, além do estabelecido quando recebemos o calendário de competições e vimos que o Paulista terminava em 29 de abril. A gente aguarda, espera que o campeonato volte respeitando esse problema grave [o coronavírus], e que seja em prazo curto, para pelo menos tentarmos renovar com boa parte do elenco. Mas vejo que se for algo que passe de maio o retorno fica inviável não só para nós, mas para a maioria dos clubes", diz.

Segundo apurou o UOL Esporte, o Santo André integrou um núcleo forte que queria manter o Estadual ao lado de Água Santa, Guarani e Novorizontino. Como a decisão foi pela paralisação, estes clubes têm pressionado a FPF para receber nova orientação no começo da semana que vem. Uma pessoa ligada ao grupo, sem se identificar, expôs: "Prazo indeterminado pode ser 15 dias ou quatro meses. Isso muda tudo."

O executivo do Santo André concorda: "Finalizar a primeira fase até dia 22 resolveria a questão do rebaixamento e tornaria uma competição em que todo mundo jogou contra todo mundo, então mais justa. Mas entendemos a posição e o perigo de ter jogos mesmo com portões fechados, é um risco para os profissionais envolvidos."

Santo André empatou com Corinthians com gol de Ronaldo e venceu o São Paulo neste Paulista - Marcello Zambrana/Agif
Santo André empatou com Corinthians com gol de Ronaldo e venceu o São Paulo neste Paulista
Imagem: Marcello Zambrana/Agif

O melhor time do Paulistão reuniu seus jogadores ontem (17) à tarde, explicou a situação, orientou a realização de atividades físicas durante o período de paralisação e dispensou todos os funcionários até segunda ordem. O atacante Ronaldo, com cinco gols, é o principal destaque do Santo André na temporada. Branquinho, com dois gols e duas assistências, também chama atenção. O nome mais conhecido é do goleiro Fernando Henrique, ex-Fluminense e Ceará.

Santo André pode ser declarado campeão?

A FPF não trabalha com a hipótese de encerramento do Campeonato Paulista de 2020. Pelo menos por enquanto. Na reunião de segunda-feira não houve qualquer menção a isto. Nos bastidores, a maior preocupação caso haja necessidade de cancelar o torneio é sobre rebaixamentos. Com duas rodadas abertas muita coisa podia mudar, então, é injusto determinar que caia quem está nas duas últimas posições. Ao mesmo tempo, a edição de 2021 poderia ser maior se houvesse o acesso de times da Série A2, o que inviabilizaria a quantidade atual de datas.

Caso haja cancelamento outra decisão teria que ser tomada: anulação dos jogos deste ano, como se o campeonato não tivesse existido, ou declaração do primeiro colocado da classificação geral como campeão. "O Santo André gostaria de jogar o campeonato. A competição deveria ser resolvida dentro de campo", diz Edgard Montemort Filho. Mas há ponderações.

"Numa hipótese de a competição se encerrar do jeito que está, não tendo retorno, minha opinião é primeiro que rebaixamento não deve existir. E segundo em relação a dar o título ao Santo André. Nós não assumimos a liderança agora, é desde o começo. Faz dois jogos que não ganhamos e continuamos líderes. Gostaríamos de verdade de jogar, mas se não tiver jogos ficaria ruim um campeonato sem campeão."

O Santo André assumiu a ponta do Grupo B e a liderança geral do Campeonato Paulista na 3ª rodada e não saiu mais de lá.

Futebol