PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Autuori confirma estreia de Honda no Botafogo, mas critica fato de ter jogo

Honda vai estrear pelo Botafogo neste domingo, contra o Bangu - Vitor Silva/BFR
Honda vai estrear pelo Botafogo neste domingo, contra o Bangu Imagem: Vitor Silva/BFR

Do UOL, no RIo de Janeiro (RJ)

13/03/2020 16h28

O técnico Paulo Autuori confirmou que o meia japonês Honda vai estrear pelo Botafogo neste domingo, contra o Bangu, pelo Campeonato Carioca. A partida terá portões fechados por determinação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por conta do coronavírus.

Ao comentar sobre a possibilidade de Honda estar em campo, o treinador alvinegro demonstrou incômodo com o fato de ter jogo em um momento que autoridades se procuram em evitar a contaminação de pessoas pelo covid-19, apontando que os profissionais do futebol são como outros quaisquer.

"A princípio, [Honda] vai jogar. Depende se vai ter jogo, ainda não sabemos. Terá uma reunião e os dirigentes estão à espera do que os governantes vão decidir. A questão é: futebol sem torcida perde um dos protagonistas, que é o público. Tomar a decisão de jogar de portões fechados... Aí, eu pergunto: jogadores e comissão estão imunes? São de raças diferentes? Não faz sentido. Se evita para os torcedores, evite para os outros também. Parece que o profissional de futebol é uma raça que está imune a qualquer problema", disse.

Questionado sobre como Honda vai atuar neste time do Botafogo, Autuori preferiu não dar muitas dicas e indicou que há a chance de o meia japonês atuar ao lado de Bruno Nazário.

"Isso está sendo preparado desde que ele começou a treinar com o grupo. Temos algumas hipóteses, algumas opções. O que é bom, não ter apenas uma. Ele nos dá essa possibilidade. No jogo com o Boavista, como a equipe jogou em termos de escalação? Fica essa dica, é uma opção" afirmou o treinador, que completou:

"Jogar o Bruno e o Honda? Dá. Muda um pouco a característica da equipe. Se isso acontecer, temos de ter atenções a outras situações, que não vou falar aqui para não dar muitas pistas ao adversário".

Botafogo