PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Apesar do voto de confiança, Adilson terá novo teste de fogo no Cruzeiro

Bruno Haddad/Cruzeiro
Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

13/03/2020 04h00

Depois de ter sua saída cogitada dentro do Cruzeiro, o técnico Adilson Batista recebeu um voto de confiança do núcleo gestor e vai seguir no comando da equipe. Mas o técnico terá apenas três dias para tentar trazer algo novo ao time. Neste domingo (15), o treinador terá um novo teste de fogo dentro do Mineirão, contra o Coimbra, e não pode se dar ao luxo de perder mais pontos na temporada, já que seguirá avaliado pela diretoria.

Em situação complicada na Copa do Brasil, o Cruzeiro volta suas atenções para o Campeonato Mineiro. Mesmo que o discurso dentro do clube priorize o retorno à primeira divisão do futebol brasileiro, um desempenho ruim no Estadual pode interferir no futuro de Adilson. Vale lembrar que o Cruzeiro é o atual quinto colocado na tabela. Restando somente mais três jogos, a equipe corre o risco de não se classificar para as semifinais do torneio. Neste domingo, o compromisso será contra o Coimbra, vice-lanterna. Apesar de ainda não ter vencido, um dos quatro pontos da equipe de Contagem foi conquistado contra o Atlético-MG dentro do Independência.

Após a derrota por 2 a 0 para o CRB, no Mineirão, Adilson voltou a pedir paciência com a falta de evolução do Cruzeiro. O treinador citou que o elenco foi e ainda está sendo formado neste início de temporada, dando os exemplos de Jean, Robinho e Ariel Cabral, além dos zagueiros Marllon e Ramon. Quase todos eles, segundo o técnico, ainda não estão 100% fisicamente para atuar, o que dificulta seu trabalho durante as partidas.

O discurso sobre a importância de ter todos os jogadores à disposição também foi adotado por Carlos Ferreira em seu pronunciamento na Toca da Raposa. Em entrevista à Rádio Itatiaia, Pedro Lourenço, empresário e parceiro do clube, também mostrou-se favorável a fazer uma avaliação de Adilson ao fim da primeira fase do Estadual. A data coincide com o pensamento do treinador, que espera ver melhores resultados até o início de abril. Até lá, além do Coimbra, a Raposa ainda pegará a URT e a Caldense no estadual, além de definir seu futuro contra o CRB na Copa do Brasil.

Cruzeiro