PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Abel sobre demissão no Vasco: 'Se tiver que pedir, falo com o presidente'

Técnico Abel Braga ficou ainda mais pressionado após a derrota do Vasco para o Goiás em São Januário - Thiago Ribeiro/AGIF
Técnico Abel Braga ficou ainda mais pressionado após a derrota do Vasco para o Goiás em São Januário Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

13/03/2020 00h29

Após uma longa espera, o técnico Abel Braga se apresentou para a entrevista coletiva após a derrota do Vasco por 1 a 0 para o Goiás, pela Copa do Brasil, com um semblante sério. Questionado se pensou em pedir demissão diante dos resultados ruins e as vaias da torcida, o treinador ressaltou que não fará nada de cabeça quente:

"Eu não tomo as decisões assim, de cabeça quente. Se eu tiver que pedir demissão amanhã ou depois, falo com o presidente. Eu gosto muito do Vasco, do presidente, do grupo de jogadores, mas não gostei nada da atitude do primeiro tempo. É inexplicável, porque tudo que conversamos e treinamos ontem... Parece que nós vimos o Goiás treinar. Tocaram, mexeram e a gente olhando".

Em outro momento, um repórter avaliou que o treinador estava com um semblante abatido, e Abel se mostrou incomodado:

"Abatido nada. Todo dia esse papo. Eu não estou satisfeito. Meu time jogou o que jogou, eu vou ficar contente? Não sei perder. Até hoje na minha vida não aprendi a perder. Eu queria até ser um pouco mais complacente com a derrota, mas não consigo".

Chateado com a postura da equipe, Abel Braga disse ter se sentido envergonhado após a etapa inicial.

"O sentimento foi só um. Comentei com os jogadores após a partida. Não pode chegar num jogo desse tamanho, com estádio lotado, incentivo abismal do torcedor, e ter a atitude que tivemos no primeiro tempo, onde simplesmente corremos atrás do Goiás. Eu saí com vergonha", declarou.

O jogo de volta contra o Goiás, em Goiânia, acontecerá no próximo dia 18 e deverá ser realizado com portões fechados por conta do coronavírus.

Até o momento, o aproveitamento de Abel no Vasco é de 43%, com quatro vitórias, cinco empates e quatro derrotas. São apenas oito gols em 13 jogos.

Vasco