PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Títulos, bolsa e lesão: as histórias de Prior no futebol antes do BBB

Felipe Prior, participante do BBB, com o time de futsal da Arquitetura do Mackenzie - Arquivo pessoal
Felipe Prior, participante do BBB, com o time de futsal da Arquitetura do Mackenzie Imagem: Arquivo pessoal

Do UOL, em São Paulo

12/03/2020 12h00

Resumo da notícia

  • Felipe Prior é um dos participantes mais midiáticos desta edição do BBB
  • Durante o reality show, falou várias vezes sobre sua relação com o futebol
  • Na faculdade, recebeu bolsa de estudos por fazer parte de dois times
  • O arquiteto colecionou títulos universitários e hoje só joga com amigos
  • Durante uma competição, acabou se envolvendo em uma lesão grave
  • Estilo catimbeiro deixava adversários irritados nas partidas

Os fãs mais assíduos de Big Brother Brasil já repararam que Felipe Prior, em muitas ocasiões, cita suas experiências no futebol para justificar ou inspirar seus atos dentro da casa. Mas o que o arquiteto e sócio de uma pizzaria vivenciou no esporte para falar que foi assim que custeou parte da faculdade e aprendeu a, supostamente, não cair na pilha de provocações?

Prior nunca foi atleta profissional, mas desde criança está mergulhado em uma rotina de jogos e mais jogos de futebol de campo e de futsal. O brother é apaixonado pelo Corinthians e até hoje se mantém em atividade —amadora, evidentemente — em campeonatos de campo e fut7 em equipes de amigos, principalmente na Zona Norte de São Paulo.

O principal é o Bacana FS, um grupo que já tem 13 anos de existência, organiza torneios internos e disputa outras competições pela capital. Lá, Prior tem a companhia de Luiz Felipe Batista, que integra a comissão técnica profissional do São Paulo como analista de desempenho. O Clube Espéria, também na zona norte da capital, é outro lugar onde ele se aventura em peladas. No tradicional PlayBall Pompeia, já defendeu equipes como All Games e Magnatas.

Mas o período mais ativo de Prior no futebol foi enquanto cursava Arquitetura na Universidade Presbiteriana Mackenzie, no bairro de Higienópolis. O participante do BBB fez parte das equipes de futebol de campo e futsal e, assim, conseguiu uma bolsa de estudos de 50% na faculdade — algo citado frequentemente durante o reality show. Isso acontecia também com seus colegas de time.

Ele atuou como zagueiro e volante em um período de dinastia do Mackenzie nos torneios voltados para os arquitetos. No Interfau, os jogos organizados por diversas faculdades paulistas de Arquitetura, foi campeão no campo em cinco das seis edições que disputou. No futsal, foram sete troféus em sete torneios.

Prior pelo time de Arquitetura do Mackenzie - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Prior pelo time de futebol de campo do curso de Arquitetura
Imagem: Arquivo pessoal

Com esse grupo de amigos, conseguiu feitos mais relevantes para o futebol universitário, como ser vice-campeão no campo nos Jogos da Cidade, em São Paulo, e campeão da Série Prata da Liga Paulista de Futsal, em 2014. Também chegou a integrar a seleção de todos os cursos do Mackenzie para um evento com a Marinha do Rio de Janeiro.

Ainda no Interfau, protagonizou alguns momentos críticos. Em um jogo contra a USP, Prior disputou um lance duro com um adversário que acabou fraturando a perna na dividida. O lesionado considerou o episódio como um acidente e não guarda mágoas de Prior.

Em outro momento, o participante do BBB gerou revolta em um time rival por uma atitude antidesportiva e catimbeira. Ao ver que não havia gandula em uma partida importante e com o Mackenzie em vantagem no placar, começou a isolar a bola deliberadamente para retardar o jogo.

Os companheiros de time precisaram protegê-lo na confusão gerada pela postura de Prior. Alguns desses colegas da faculdade, inclusive, têm se reunido para torcer por ele em dias de paredão ou prova do líder.

Futebol