PUBLICIDADE
Topo

Santos

Jesualdo valoriza função de "professor" em utilização da base no Santos

O técnico Jesualdo Ferreira, do Santos - Reprodução
O técnico Jesualdo Ferreira, do Santos Imagem: Reprodução

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

12/03/2020 15h20

O técnico Jesualdo Ferreira, conhecido como "professor" em Portugal, vem utilizando bastante as categorias de base no Santos e, diante de tantos jovens, ele valorizou a função do profissional que ele carrega a alcunha: ensinar.

O português já utilizou nove Meninos da Vila na temporada, com destaque para atletas que tiveram pouquíssimas chances em 2019, como Kaio Jorge e Yuri Alberto.

"A função do treinador é ensinar. Qualquer treinador é professor. Os torcedores do Santos precisam olhar com frieza e boa intenção para a realidade do clube. Elenco tem muitos jogadores novos. Eu faço questão de trazê-los para cima e têm jogado", afirmou Jesualdo em entrevista ao canal SporTV na tarde de hoje (12).

De fato, o treinador tem sido responsável por um grande número de promoções ao time profissional. O zagueiro Alex, os meias Ivonei e Anderson Ceará, e o atacante Renyer foram inscritos no Paulistão e, com exceção de Ivonei, todos já foram relacionados — sendo Renyer o único a jogar antes de sofrer lesão grave no joelho.

Além dos jogadores já à disposição do português no time de cima, Jesualdo e sua comissão técnica indicaram atletas do sub-20 para subirem à equipe B — que é treinada pela própria comissão técnica do profissional. Nomes como o zagueiro Robson Reis, o lateral-esquerdo Lucas Sena, o meia Lucas Lourenço e o atacante Allanzinho, que disputaram a Copa São Paulo de Futebol Jr. foram alguns deles.

O treinador está sempre de olho na equipe B e utiliza a categoria como ponte para uma observação mais detalhista. Alex, Renyer, Ivonei e Anderson Ceará passaram pela categoria antes de subirem de fato. Nomes como Vinicius Balieiro e Matheus Moraes, que iniciaram o ano na equipe B, são bem avaliados.

Santos