PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter recorre contra punição do STJD; pena não vale para Libertadores

Beira-Rio não receberá torcedores de organizadas e terá espaços interditados - RODRIGO ZIEBELL/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Beira-Rio não receberá torcedores de organizadas e terá espaços interditados Imagem: RODRIGO ZIEBELL/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

11/03/2020 16h03

Punido no fim da última semana com suspensão de três torcidas organizadas e a interdição de áreas do Beira-Rio, o Internacional entrou, hoje (11), com pedido de efeito suspensivo e recurso. A punição não vale para jogos da Libertadores.

A expectativa é que um novo julgamento seja marcado para rever a suspensão de 180 dias aplicada pelo Tribunal em razão das brigas ocorridas após a última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado. Guarda Popular, Camisa 12 e Nação Independente não podem ser identificadas com qualquer material, além de terem seus espaços isolados no estádio durante os jogos.

Por se tratar de uma punição aplicada pelo STJD, a pena não atinge partidas da Libertadores. Ou seja, as organizadas poderão estar identificadas nos duelos no Beira-Rio contra Grêmio e América de Cali, pelo grupo E da competição continental, e demais jogos que constarem no calendário ao longo da suspensão.

O pedido de efeito suspensivo, que tornaria a pena suspensa até a realização do novo julgamento, deve ter resposta até a próxima semana.

Não há prazo definido para o novo julgamento do caso. Na melhor das hipóteses sob a ótica colorada, o julgamento pode acontecer na sessão do dia 20 deste mês.

Internacional