PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras bate algoz corintiano e assume liderança do grupo na Libertadores

Siga o UOL Esporte no

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

10/03/2020 23h24

Classificação e Jogos

O Palmeiras alcançou a segunda vitória na Libertadores na noite de hoje (10). O time paulista derrotou o Guaraní-PAR por 3 a 1, no Allianz Parque. Os gols da vitória sobre o time paraguaio que eliminou o Corinthians antes mesmo da fase de grupo foram marcados pelo atacante Luiz Adriano, todos no segundo tempo. Bobadilla descontou no fim.

A equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo agora soma seis pontos no Grupo B da Libertadores. O Guaraní, por sua vez, estacionou nos três pontos, mesmo número do Bolívar-BOL. O Tigre, da Argentina, perdeu os dois jogos disputados até aqui.

O Palmeiras fará a terceira partida na Libertadores na quarta-feira da semana que vem (18), na Bolívia, diante do Bolívar. O duelo terá início às 21h30 (horário de Brasília). Antes, o time volta a campo pelo Paulistão para enfrentar a Inter de Limeira fora de casa. O jogo válido pela décima rodada do Estadual será às 16h30.

O melhor: Luiz Adriano

Luiz Adriano teve noite de artilheiro pelo Palmeiras contra o Guaraní na Libertadores - Bruno Ulivieri/AGIF - Bruno Ulivieri/AGIF
Luiz Adriano teve noite de artilheiro pelo Palmeiras contra o Guaraní na Libertadores
Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

O centroavante do Palmeiras se mostrou ligado ao completar uma jogada iniciada em uma cobrança rápida de falta. No segundo gol, o artilheiro finalizou com tranquilidade, mostrando que a boa fase, enfim, chegou. No terceiro, aproveitou bem um cruzamento de Dudu. Já são quatro gols marcados na Libertadores.

O pior: Marcos Rocha

O lateral-direito voltou à titularidade depois de ver Gabriel Menino atuar na estreia da Libertadores. O experiente jogador, porém, ficou devendo. Pouco participativo, não subiu tanto ao ataque e dificultou a vida de Dudu, que ficou muito isolado pelo setor.

Palmeiras começa com blitz

O time alviverde foi ao ataque logo nos primeiros movimentos de jogo. Aos dois minutos, Rony escapou pela esquerda e cruzou para Luiz Adriano, que deixou passar para Dudu. O camisa 7 não conseguiu finalizar, mas viu Willian bater no gol para a defesa à queima-roupa do goleiro. Na sequência, os zagueiros do Guaraní e os atacantes do Palmeiras começaram a travar uma intensa disputa pela bola na área. Willian ficou com a sobra e chutou em cima da zaga.

Troca constante

Luxemburgo escalou o Palmeiras novamente com uma linha de três no meio-campo ofensivo. Rony atuou como titular pela esquerda mais uma vez, com um revezamento constante entre Dudu e Willian. O camisa 7 começou centralizado, mas na maior parte dos lances se deslocou para a direita. Willian, nessas ocasiões, posicionava-se mais por dentro.

Gol no começo da etapa final

O Palmeiras conseguiu furar o bloqueio paraguaio numa cobrança rápida de falta na intermediária. Dudu recebeu livre e tocou por elevação para Luiz Adriano. O centroavante, sozinho, driblou o goleiro Servio e empurrou para o fundo do gol.

Palmeiras faz mais dois

Felipe Melo e Ramires comemoram com Luiz Adriano um dos gols do Palmeiras sobre o Guaraní - Bruno Ulivieri/AGIF - Bruno Ulivieri/AGIF
Felipe Melo e Ramires comemoram com Luiz Adriano um dos gols do Palmeiras sobre o Guaraní
Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

O time de Luxemburgo passou a ter o contra-ataque como opção depois de abrir o placar. Com essa arma, quase ampliou com Rony aos 26. No minuto seguinte, o mesmo Rony serviu Luiz Adriano na área. O centroavante deslocou o goleiro com categoria e fez 2 a 0 para time da casa. Nove minutos depois, Patrick de Paula lançou Dudu na área. O camisa 7 passou pelo zagueiro e cruzou para Luiz Adriano marcar o terceiro gol dele e do Palmeiras. No fim, Bobadilla aproveitou a indecisão da zaga palmeirense e descontou.

Clima quente

Felipe Melo e Bobadilla discutem. Jogo entre Palmeiras e Guaraní foi disputado no Allianz Parque - Bruno Ulivieri/AGIF - Bruno Ulivieri/AGIF
Felipe Melo e Bobadilla discutem. Jogo entre Palmeiras e Guaraní foi disputado no Allianz Parque
Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Os dois zagueiros do Palmeiras, Felipe Melo e Gustavo Gómez, tiveram alguns desentendimentos com o atacante Bobadilla. No primeiro tempo, Gustavo chegou a receber cartão amarelo depois de um lance com o jogador do Guaraní e uma reclamação. Ele chegou a ser defendido por Felipe, que também discutiu com o adversário.

Centésima vitória na Libertadores

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Palmeiras, durante o jogo entre Palmeiras e Guaraní, do Paraguai - Bruno Ulivieri/AGIF - Bruno Ulivieri/AGIF
Vanderlei Luxemburgo, técnico do Palmeiras, durante o jogo entre Palmeiras e Guaraní, do Paraguai
Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

O Palmeiras alcançou a centésima vitória em jogos pela Libertadores, na sua 20ª participação. Desde 1961, o time alviverde entrou em campo 186 vezes, com 100 triunfos, 34 empates e 52 derrotas. Foram 335 gols marcados e 203 sofridos.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 x 1 GUARANÍ-PAR

Data: 10 de março de 2020, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Competição: Copa Libertadores (segunda rodada da fase de grupos)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Público: 28.267 pagantes
Renda: R$ 1.900.019,84
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann e Claudio Rios (ambos do Chile)
Cartões amarelos: Marcos Rocha e Gustavo Gómez (Palmeiras); Morel, Rodrigo Fernández, Edgar Benítez, Báez e Merlini (Guaraní)

Gols: Luiz Adriano, aos sete, aos 28 e aos 37 minutos do segundo tempo; Bobadilla, aos 42 minutos do segundo tempo.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez (Vítor Hugo) e Viña; Bruno Henrique, Ramires (Patrick de Paula) e Dudu; Rony, Willian (Zé Rafael) e Luiz Adriano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

GUARANÍ-PAR: Servio; Dávalos, Romaña, Báez e Guillermo Benítez; Ángel Benítez, Morel (Barrientos), Edgar Benítez (Merlini) e Rodrigo Fernández; Redes e Bobadilla. Técnico: Gustavo Costas

Palmeiras