PUBLICIDADE
Topo

"Selinho" da vitória: Tevez beija Maradona e dá título argentino ao Boca

Tevez dá um "selinho" em Maradona antes do duelo entre Boca Juniors x Gimnasia - Marcos Brindicci/Getty Images
Tevez dá um "selinho" em Maradona antes do duelo entre Boca Juniors x Gimnasia Imagem: Marcos Brindicci/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/03/2020 21h53Atualizada em 07/03/2020 23h09

A última rodada do Campeonato Argentino, marcada pela disputa entre Boca Juniors e River Plate pelo título, começou marcada por uma cerimônia especial para Diego Armando Maradona. Técnico do Gimnasia La Plata, o ex-camisa 10 da seleção argentina foi homenageado em La Bombonera antes do duelo contra o Boca e recebeu um "selinho" de Carlos Tevez.

Em campo, Carlitos decidiu e anotou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Gimnasia La Plata, que deu o título do Campeonato Argentino para o clube. O Boca Juniors acabou beneficiado pelo empate por 1 a 1 do River Plate contra o Atlético Tucumán, fora de casa, e encerrou a Superliga em primeiro.

Fã declarado e dono de boa relação com a lenda do futebol argentino, Carlitos fez questão de cumprimentar o comandante do Gimnasia antes de a partida começar. O camisa 10 e capitão do Boca foi até o banco de reservas do time visitante, deu um beijinho e um abraço fraterno em Maradona.

Antes de ser cumprimentado por Tevez e outros atletas do Boca, Maradona recebeu uma placa e uma camisa do clube. Na volta do intervalo, o craque provocou o River Plate e imitou uma galinha enquanto se dirigia ao banco de reservas — o animal é um apelido pejorativo dado ao River.

O ex-meia também caminhou pelo gramado e acabou sendo ovacionado pelo torcedor, que lotou La Bombonera para testemunhar o título argentino. Apesar da festa do Boca, Maradona deixou o gramado sisudo com a derrota da equipe que comanda.

Boca Juniors Maradona - Rodrigo Valle/Getty Images - Rodrigo Valle/Getty Images
Maradona ganhou uma camisa e foi ovacionado pelos torcedores em La Bombonera
Imagem: Rodrigo Valle/Getty Images

Com os resultados da noite deste sábado, o Boca Juniors terminou a Superliga Argentina com 48 pontos, apenas com um de vantagem em relação ao River Plate, que perdeu o troféu ao tropeçar nas duas últimas jornadas da competição — empatou por 1 a 1 com o Defensa y Justicia na semana passada.

Esporte