PUBLICIDADE
Topo

Luxa aprova time misto do Palmeiras mesmo com empate: "Domínio total"

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

07/03/2020 19h41

Classificação e Jogos

O resultado não foi dos melhores, mas Vanderlei Luxemburgo gostou do que viu do Palmeiras no empate por 1 a 1 contra a Ferroviária. Em entrevista coletiva, o treinador disse ter gostado da postura e do entendimento do time praticamente reserva que ele comandou no Allianz Parque.

"Nós tínhamos que fazer uma mudança mais radical [para poupar titulares], mas tivemos uma resposta bastante positiva e conseguimos o domínio total do jogo, tanto que o Weverton só fez uma defesa", avaliou o técnico. De fato a Ferroviária só acertou duas finalizações: uma o goleiro alviverde pegou, a outra entrou.

"Nós poderíamos ter matado o jogo", lamentou Luxemburgo. "Não matamos, e quem não mata? Foram duas, três, quatro boas chances; não matamos, e de repente sofremos o gol", repetiu.

O Palmeiras tentou 19 chutes a gol e acertou sete, fazendo do goleiro Saulo o melhor em campo do primeiro tempo. O ritmo caiu um pouco após Willian abrir o placar, mas mesmo assim o time da casa seguiu mais perigoso. Quando a partida parecia controlada, porém, a Ferroviária reagiu de súbito e empatou.

Questionado sobre a postura palmeirense depois do gol marcado, Luxemburgo negou soberba. "Não. Nós tivemos possibilidades. Foi a nossa estratégia, pegar bolas e sair no contragolpe. Foi uma estratégia que criamos; é uma opção. O time não deu uma afrouxada", afirma. "Foi tudo normal, pena que empatamos, mas faz parte", disse, resignado.

Com 18 pontos no grupo B, o Palmeiras tem um a menos do que o Santo André após a nona rodada do Paulistão. O Alviverde agora "vira a chavinha" para a Copa Libertadores, pela qual recebe o Guaraní (PAR) às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira (10).

Palmeiras