PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com gol nos acréscimos, Atlético-MG vence e ultrapassa o Cruzeiro

Otero comemora depois de decidir para o Atlético-MG o clássico contra o Cruzeiro - Fernando Moreno/Agif
Otero comemora depois de decidir para o Atlético-MG o clássico contra o Cruzeiro Imagem: Fernando Moreno/Agif

Do UOL, em São Paulo

07/03/2020 21h06

Naquele que poderá ser o único clássico mineiro da temporada, o Atlético-MG venceu o Cruzeiro por 2 a 1 na noite de hoje (7), no Mineirão. Com um golaço de Otero nos acréscimos da etapa final, o Galo conquistou a vitória e, de quebra, ultrapassou o rival na classificação do Campeonato Mineiro.

Com o resultado, o Atlético salta provisoriamente para a vice-liderança, com 15 pontos, enquanto a Raposa ocupa a quinta colocação (fora da zona de classificação às semifinais) com 13 pontos conquistados. O Galo volta a campo no próximo sábado (14), quando enfrentará o Villa Nova, em Nova Lima. Já o Cruzeiro receberá o CRB-AL já na quarta-feira, no Mineirão, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Quem foi bem: Otero
Demonstrando um entrosamento acima da média com o compatriota Savarino desde o início da primeira etapa, Otero foi o autor de praticamente todas as jogadas de perigo do Atlético na partida.

Quem foi mal: Mauricio
Nas poucas vezes em que foi procurado, não correspondeu. Ainda que sua saída de campo tampouco tenha melhorado o setor de criação cruzeirense, seu substituto marcou o único gol da equipe.

Domínio de posse e placar aberto antes do intervalo
Conforme o esperado, a intensidade de ambos os times no início de partida foi alta. A partir do minuto 15, o Atlético consolidou o domínio da posse de bola como poucas vezes havia feito até aqui na temporada e sufocou o rival em seu campo de defesa. A primeira chance de real de gol, no entanto, foi criada somente aos 31 minutos, em um venenoso chute cruzado do venezuelano Savarino. Pouco tempo depois, em contra-ataque, o Cruzeiro devolveu a ameaça em bom cabeceio de Marcelo Moreno. Mas foi em um escanteio curto cobrado por Otero que Igor Rabello, de calcanhar, abriu o placar para o Galo com um golaço, na que talvez tenha sido a melhor primeira etapa do Atlético neste ano de 2020.

Pouca criação e mudança já no intervalo
O cabeceio de Marcelo Moreno somado a uma falta de longa distância provocada por Mauricio, o Cruzeiro praticamente não criou perigo ao rival nos primeiros 45 minutos de partida. Talvez por isso Pedro Bicalho tenha dado lugar a Jhonata Robert já na volta do intervalo Ainda que mais frágil que o Atlético, pela diferença econômica que envolve os dois projetos, o time de Adilson Batista já mostrou que pode ser mais competitivo que foi neste sábado.

Galo baixa a guarda e Cruzeiro não perdoa
O Atlético-MG voltou ao segundo tempo com a mesma intensidade e quase ampliou o marcador em falta bem cobrada por Otero. O ímpeto, porém, começou a baixar já nos minutos seguintes, quando os comandados passaram a ter a posse de bola em seu campo de ataque. Adilson percebeu bem o momento da partida e colocou Thiago no lugar de Mauricio. Cinco minutos depois da entrada do atacante, bom cabeceador, Edilson fez um bom cruzamento na área e, se antecipando a Igor Rabello, Thiago empatou a partida.

Tensão e gol memorável
O empate cruzeirense abriu novamente as movimentações da partida. Entretanto, a qualidade do elenco atleticano fez a diferença. Em um chute memorável de fora da área, Otero pôs números finais ao placar, ultrapassando o rival na tabela do Campeonato Mineiro e dando a primeira alegria ao torcedor alvinegro em 2020.

Atlético-MG x Cruzeiro

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG 2x1 CRUZEIRO


Motivo: 8ª rodada do Campeonato Mineiro
Data/Hora: 07/03/2020 (sábado), às 19h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Pablo Almeida Costa

GOLS: Igor Rabello, 36'1ºT (1-0); Thiago 21'2°T (1-1) e Otero 47'2°T (2-1)
Cartões amarelos: Allan, Guga e Jair (AMG); Arthur, Edilson, Edu, Marcelo Moreno e Thiago (CRU)
Cartão vermelho: Otero (Atlético-MG)

ATLÉTICO-MG: Victor, Guga, Igor Rabello, Gabriel e Guilherme Arana; Jair, Allan (Marquinhos), Nathan, Otero e Savarino (Cazares); Ricardo Oliveira (Diego Tardelli). Técnico: James Freitas (interino)

CRUZEIRO Fábio, Edilson, Arthur, Cacá e João Lucas; Edu (Jean), Pedro Bicalho (Jhonata Robert), Jadsom, Mauricio (Thiago) e Everton Felipe; Marcelo Moreno. Técnico: Adilson Batista

Errata: o texto foi atualizado
Foi informado incorretamente que o nome do jogador do Atlético-MG seria Samarino. O correto é Savarino.

Futebol