PUBLICIDADE
Topo

Edmundo defende convocação de Gerson e afirma: "Houve sim um castigo"

Gerson comemora gol sobre o Independiente Del Valle na final da Recopa Sul-Americana - Reprodução/Instagram/Flamengo
Gerson comemora gol sobre o Independiente Del Valle na final da Recopa Sul-Americana Imagem: Reprodução/Instagram/Flamengo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/03/2020 14h40

O comentarista Edmundo foi mais um a relacionar a ausência de Gerson, jogador do Flamengo, na convocação para os primeiros jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 à recusa do rubro-negro para jogar o Pré-Olímpico. Presente no Giro Fox desta sexta-feira, o ex-jogador afirmou que o volante foi 'castigado' após alegar desgaste físico e não participar da competição que garantiu o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

"Gostei muito das duas convocações, da seleção principal e da seleção sub-23. A única surpresa é o Gerson não constar nem numa lista, nem em outra. Pode ter a ver com a recusa dele lá atrás para não disputar o Pré-Olímpico. São coisas do futebol brasileiro. Não concordo. Acho que os melhores tem que estar na seleção. Acho que ele deveria estar na lista do Tite", disse Edmundo, que completou:

"Houve sim um castigo ao Gerson. Ele não constar na principal nem na sub-23 é porque é castigo. Futebol, ele está jogando para estar nas duas".

Apesar da ausência de Gerson, a seleção brasileira contará com três rubro-negros nas Eliminatórias: Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol.

O Brasil estreia contra a Bolívia, no dia 27 de março. Na sequência, no dia 31, o Brasil encara o Peru.

UOL Esporte vê TV