PUBLICIDADE
Topo

B. Guimarães celebra "ano maravilhoso" e promete versatilidade na seleção

Bruno Guimarães posa para foto na chegada a Lyon - Divulgação/Lyon
Bruno Guimarães posa para foto na chegada a Lyon Imagem: Divulgação/Lyon

Do UOL, em São Paulo

06/03/2020 15h34

Bruno Guimarães foi uma das novidades de Tite para a estreia da seleção brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O jogador tem sido um dos destaques do Lyon-FRA e foi convocado pelo treinador pela primeira vez.

Após brilhar na seleção sub-23 e ser eleito o melhor atleta do Pré-Olímpico, o jovem vibrou com o que ele define como "ano maravilhoso".

"Esse ano já consegui fazer minha primeira meta, que era levar o Brasil para as Olimpíadas. Vem sendo um ano maravilhoso. Agora veio minha primeira convocação. Estou muito feliz, espero representar muito bem", disse em entrevista ao SporTV.

Bruno Guimarães tem atuado como primeiro volante na França. Ele, no entanto, promete mostrar versatilidade com a camisa da seleção.

"Hoje em dia, creio que para jogar no meio-campo tem que ser muito dinâmico. Não pode só marcar ou jogar, tem que fazer os dois. Tem que tirar a bola de carrinho numa área e fazer gol de peixinho na outra [...] O que eu posso entregar na seleção é o mesmo que entreguei no Athletico e estou entregando no Lyon, que são muitos passes, capacidade de ajudar a marcar. Ser ofensivo na hora que tiver que ser e defensivo na hora que tiver que marcar. Esse é o Bruno que eu espero ser na seleção também", analisou.

O volante também falou sobre atuar mais recuado do que estava acostumado. Ele acredita que sua mobilidade tem sido importante para que ele tenha um bom desempenho na nova função.

"Aqui no Lyon eu jogo mais como primeiro volante, para ajudar na saída de bola. Estou me adaptando muito bem, creio que porque tem muitos brasileiros aqui. Estou me sentindo em casa. Faço o primeiro volante, aqui jogamos no 4-3-3. Eu também tenho muita liberdade, como no Athletico, para movimentar. Isso me ajuda bastante, de não ser um jogador fixo, mas ter mobilidade para jogar como primeiro e segundo homem", disse.

Seleção Brasileira