PUBLICIDADE
Topo

Russo que quer comprar o Fortaleza foi suspenso por entrar armado em campo

Ivan Savvides entrou com uma arma no gramado para reclamar da arbitragem em PAOK e AEK - Intime/Reuters
Ivan Savvides entrou com uma arma no gramado para reclamar da arbitragem em PAOK e AEK Imagem: Intime/Reuters

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/03/2020 04h00

Resumo da notícia

  • BIlionário russo Ivan Savvidis tem interesse em comprar o Fortaleza e se envolveu em grande polêmica na Grécia.
  • Dono e presidente do PAOK, Savvidis invadiu o campo durante um jogo em 2018 com uma arma presa a um coldre.
  • O ato rendeu uma suspensão de três anos para o empresário e paralisou o Campeonato Grego por duas semanas na época.
  • Segundo a Forbes, Savvidis tem uma fortuna estimada em mais de R$ 7 bilhões.

O Fortaleza possui conversas com o bilionário russo Ivan Savvidis, interessado em comprar o clube nordestino. Sem vir ao Brasil para negociar, o dirigente possui trajetória no futebol europeu e se envolveu em um episódio escandaloso no futebol da Grécia. Dono do PAOK, ele foi suspenso por três anos por entrar armado em campo para questionar o árbitro em uma partida pelo Campeonato Grego.

Em março de 2018, o bilionário russo se revoltou com a anulação de um gol do PAOK aos 44min do segundo tempo, durante partida contra o AEK, e entrou no gramado ao lado de seguranças para cobrar a arbitragem.

Savvids queria tirar o time do campo e carregava uma arma presa a um coldre. A imagem tomou proporções mundiais e gerou uma dura consequência no futebol do país; e, consequentemente, sobre o próprio dirigente.

O Campeonato Grego daquele ano acabou suspenso por duas semanas em virtude da confusão. Já Savvidis terminou suspenso por três anos pela federação grega pela atitude gravíssima de portar uma arma no gramado. O russo não pode entrar nos estádios nos jogos do PAOK

O ato intempestivo tira o megaempresário de momentos decisivos da história do PAOK. Hoje (04), por exemplo, a equipe enfrenta o Olympiacos pelo primeiro duelo semifinal da Copa da Grécia.

Atualmente, quatro brasileiros defendem o time de Savvids na Europa: Rodrigo, Léo Matos (defensores), Maurício, Douglas (meio-campistas) e Léo Jabá (atacante) — os dois últimos com passagens recentes pelo Corinthians.

A atitude na Grécia, contudo, não afasta o bilionário russo de uma negociação no Brasil. Segundo o Blog do Perrone, as conversas ocorridas na última terça-feira com o presidente Marcelo Paz, em São Paulo, vão seguir nas próximas semanas.

Savvidis tem interesse no Fortaleza; intermediários se reuniram com representantes do clube na última terça (02) - GettyImages
Savvidis tem interesse no Fortaleza; intermediários se reuniram com representantes do clube na última terça (02)
Imagem: GettyImages

De acordo com a apuração do blog, Savvids analisa o Fortaleza como o clube de maior potencial para ser autossustentável no Brasil e usa este estudo para defender o interesse de investir na equipe comandada por Rogério Ceni.

Desde 2019, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) aprova a compra de times nacionais por parte de empresários estrangeiros. O projeto de lei do clube-empresa está em discussão no Senado, após aprovação na Câmara.

Dono e presidente do PAOK, Savvids possui uma fortuna estimada em R$ 7,2 bilhões, que cresceu com os investimentos em grupos de mídia na Grécia, e aparece como um dos homens mais ricos da Rússia. O número foi retirado da revista Forbes.

Empresário do ramo do tabaco, o possível comprador do Fortaleza tem relações próximas com Vladimir Putin e fez parte do partido do líder russo, sendo eleito para cargos legislativos.

Fortaleza