PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Na última vez contra Botafogo-PB, Flu tinha Zagallo, Cristóvão e Givanildo

Edinho, Cristóvão Borges e Zagallo no campo do Fluminense nas Laranjeiras - Divulgação/Flu Memória
Edinho, Cristóvão Borges e Zagallo no campo do Fluminense nas Laranjeiras Imagem: Divulgação/Flu Memória

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

04/03/2020 04h00

O Fluminense entra em campo hoje (4) contra o Botafogo-PB, às 19h15, no Maracanã, pela Copa do Brasil, com muitas lembranças da última vez que enfrentou o adversário desta noite. Há exatos 40 anos, o Tricolor entrou em campo comandado por Zagallo com nomes como Edinho, Givanildo Oliveira e Cristóvão Borges no time titular. A goleada por 4 a 0 serve de estímulo para o time de Odair Hellmann, que marcou nove vezes nos últimos dois jogos.

Com passagens pelo Flu como meia e treinador, Cristóvão, ainda sem o sobrenome, fechou o placar no Maracanã que recebeu público de pouco mais de 13 mil presentes na partida válida pela segunda fase do Campeonato Brasileiro de 1980. O resultado foi todo construído no primeiro tempo, com gols de Zezé, Tulica e Robertinho.

Foram apenas quatro jogos entre as duas equipes em toda a história, e o Tricolor está invicto, com três vitórias e um empate. Na mesma competição, em 1980, o Fluminense empatou por 1 a 1 no Almeidão. Os resultados classificaram a equipe comandada pelo Velho Lobo, que avançou junto com o Cruzeiro para a terceira fase, onde acabou eliminado.

No fim do ano, já sob o comando de Nelsinho, o time, formado em grande parte por jovens das divisões de base e reforçado por Cláudio Adão, que deixara o Flamengo, foi campeão carioca com um gol de falta de Edinho, sobre o Vasco do próprio Zagallo, que nunca mais treinou o Tricolor.

O encontro desta noite é decisivo. Eliminado da Copa Sul-Americana, o Fluminense trata a Copa do Brasil como principal objetivo para 2020, e para isso, precisará fazer valer o favoritismo e bater o Belo, que está invicto há 11 jogos na temporada. Quem passar deste confronto enfrenta o Figueirense pela terceira fase. Além disso, o Tricolor garante mais R$ 1,3 milhão em premiações se garantir a classificação.

O técnico Odair Hellmann promoverá mudanças na equipe titular. Hudson, que foi bem contra o Madureira, está mantido, mas ainda há dúvida sobre quem sairá do time: Yuri ou Henrique.

Fluminense - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Na defesa e no ataque, titulares mantidos. O Flu também conta com a volta de seu artilheiro em 2020, Nenê, que foi poupado no fim de semana pelo Campeonato Carioca. Com sete gols em nove jogos, o veterano de 38 anos é uma das esperanças de gols do Tricolor junto com o trio formado por Wellington Silva, Marcos Paulo e Evanílson. O ataque tricolor, inclusive, é o segundo melhor dentre equipes da Série A na temporada, com 24 gols em 11 jogos.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE x BOTAFOGO-PB

Local: Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 04 de março de 2020 (quarta-feira), às 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Marcio Soares Maciel (GO)

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Egídio; Hudson, Yuri (Henrique) e Nenê; Wellington Silva, Evanilson e Marcos Paulo. Técnico: Odair Hellmann.

BOTAFOGO-PB: Samuel Pires; Léo Moura, Fred, Luís Gustavo e Mário; Rogério, Everton Heleno, Juninho, Cássio Gabriel e Rodrigo Andrade; Lohan. Técnico: Evaristo Piza.

Fluminense