PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

São Paulo vence Ponte Preta com bom primeiro tempo e dispara na liderança

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

01/03/2020 17h55

O São Paulo deu poucas chances para a Ponte Preta e venceu por 2 a 1 na tarde deste domingo (1) no Estádio do Morumbi, pela 8ª rodada do Campeonato Paulista, com direito a um ótimo primeiro tempo e uma leve queda na segunda etapa.

Com gols de Pato e Reinaldo, a equipe de Fernando Diniz abriu 2 a 0 e chegou a ter quase 80% da posse de bola. Só nos primeiros 45 minutos, a equipe finalizou mais de 10 vezes. O placar só não foi maior porque Ivan, goleiro da Ponte, fez excelentes defesas. Os visitantes ainda descontaram com Dawhan, que venceu dividida após saída ruim de Volpi.

Com o resultado, o time de Fernando Diniz chega aos 15 pontos, com cinco de vantagem para o Mirassol, que é vice-líder do grupo C e joga amanhã diante do Oeste. Já a Ponte Preta estaciona nos sete pontos e fica na 3ª colocação do grupo A, que tem o Santos como líder com 12 pontos.

O São Paulo agora se concentra na Libertadores. A partida está marcada para 21h de quinta-feira, contra o Binacional, no Peru. Pelo Paulista, a próxima rodada será diante do Botafogo, às 16h do próximo domingo (8), também fora de casa. Já a Ponte Preta só volta a entrar em campo no dia 9, contra o Red Bull Bragantino, em Campinas.

O melhor do jogo: O ataque do São Paulo

O São Paulo teve uma excelente movimentação de seu ataque, especialmente no primeiro tempo. Vitor Bueno, Pablo e Pato trocaram excelentes passes e criaram várias oportunidades. Pato marcou o seu, Vitor Bueno deu uma assistência, com outra de Pablo, que só não fez o seu porque Ivan apareceu muito bem.

O pior do jogo: Yuri

No primeiro tempo, não conseguiu ajudar sua equipe e errou todas as tentativas que teve no ataque. No segundo tempo, para piorar a situação de sua equipe, foi expulso pelo segundo amarelo.

Juiz anula gol da Ponte; São Paulo reclama de pênalti

A Ponte Preta abriu o placar com Trevisan em cruzamento na área e só não comemorou porque o juiz marcou impedimento. As imagens da transmissão da TV Globo, no entanto, mostraram que quem fez o gol estava em posição legal, mas seus companheiros em impedimento interferiram no lance. Cerca de 10 minutos depois, foi a vez de o São Paulo reclamar de um pênalti após cabeçada de Arboleda. Os são-paulinos reclamaram bastante de bola na mão do zagueiro da Ponte.

Pato reage aos sustos e põe São Paulo à frente

O São Paulo tomou o susto com o gol da Ponte Preta e logo reagiu. No lance seguinte ao impedimento mal marcado, Volpi bateu a falta direto para Pato. Ivan, goleiro da Ponte Preta, saiu em falso e viu o atacante tentar gol por cobertura. A bola passou perto. Pouco depois, foi a vez de Pablo e Vitor Bueno trocarem passes, para Pablo achar Pato entrando no segundo pau. Ele só cumprimentou a bola e abriu o placar.

São Paulo amassa a Ponte e consegue o segundo

Mesmo depois de abrir o placar, o São Paulo continuou a pressão em cima da Ponte Preta em busca do segundo gol. O time criou chances com Vitor Bueno, Alexandre Pato, Daniel Alves, Igor Gomes e Pablo. Na jogada de Pablo, inclusive, Ivan fez uma belíssima defesa após a cabeçada do atacante. Volpi praticamente não trabalhou o restante do jogo. Muito perto do apito final, o Tricolor finalmente conseguiu o segundo. Vitor Bueno achou Reinaldo entrando na área e deu belo passe. O lateral esquerdo acertou o ângulo de Ivan e comemorou o 2 a 0 no placar.

São Paulo mantém pressão e controla o jogo

Os 2 a 0 no primeiro tempo não foram o suficiente para o São Paulo diminuir o ritmo. Ao voltar do intervalo, a equipe do Morumbi manteve a pressão, conseguiu ficar com a bola em quase 70% do jogo e só viu a sua superioridade aumentar após a expulsão de Yuri. O cartão vermelho forçou a equipe de Campinas a tirar um atacante para consertar o sistema defensivo e praticamente inviabilizou qualquer reação. Pouco depois dos 20 minutos do 2º tempo, Diniz tirou Pablo e colocou Hernanes.

Ponte Preta desconta e assusta Morumbi

O São Paulo dominava todas as ações, controlava o jogo e tinha quase 70% da posse de bola quando viu Volpi titubear em uma dividida com Dawhan. O meio-campista da Ponte Preta tabelou na entrada da área, recebeu já perto da pequena área e colocou na saída do goleiro são-paulino para diminuir o placar.

Taffarel vai ao Morumbi observar goleiros

De passagem em São Paulo para a agenda de observações, o preparador de goleiros da seleção brasileira, Taffarel, foi ao Morumbi para observar Tiago Volpi e Ivan, que foi titular da seleção pré-olímpica. No meio de semana, ele também havia visitado o Palmeiras para manter a oservação de Weverton, que já foi convocado. Hoje, ele estava acompanhado de Matheus Bachi, filho e auxiliar de Tite.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 1 PONTE PRETA

Data: 1º de março de 2020, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Público: 21.748 torcedores
Renda: R$ 671.978,83
Árbitro: Vinícius Furlan
Assistentes: Daniel Luis Marques e Alberto Poletto Masseira
Cartões amarelos: Yuri, Bruno Reis, Bruno Rodrigues e Lazaroni (PON); Daniel Alves (SAO)
Cartão vermelho: Yuri (PON)
Gols: Alexandre Pato, aos 8 minutos do 1º T; Reinaldo, aos 45 minutos do 1º T; Dawhan, aos 26 minutos do 2º T

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Igor Vinícius, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Liziero); Pablo (Hernanes), Vitor Bueno (Toró) e Alexandre Pato.
Técnico: Fernando Diniz.

PONTE PRETA: Ivan, Dawhan, Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Yuri; Danrley (Jefferson), Bruno Reis e João Paulo; Bruno Rodrigues, Felipe (Lazaroni) e Roger (Zanocelo).
Técnico: João Brigatti.

São Paulo