PUBLICIDADE
Topo

Por que médicos da Juventus monitoram possíveis infectados com coronavírus

Triagerm de prevenção ao covid-19 em um hospital de Turim, na Itália, país que já tem mais de 400 casos da doença - Stefano Guidi/Getty Images
Triagerm de prevenção ao covid-19 em um hospital de Turim, na Itália, país que já tem mais de 400 casos da doença Imagem: Stefano Guidi/Getty Images

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

28/02/2020 14h04

Classificação e Jogos

O surto do novo coronavírus (covid-19) na Itália impacta diretamente o futebol do país, que teve rodadas adiadas e jogos com portões fechados. Além disso, a Juventus também destinou parte de seu departamento médico para monitorar jogadores que tiveram contato com King Udoh, o primeiro jogador de futebol a contrair a doença.

No último domingo (23) o time sub-23 da Juventus enfrentou o time de King Udoh, o Pianese, em jogo da terceira divisão da Itália. O jogador não esteve em campo, justamente pela suspeita quanto à doença, mas todos os seus companheiros de clube são considerados potenciais infectados — o que estende a possível contaminação também ao time B da Juventus.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o período de incubação da doença é de duas semanas. Além disso, uma das particularidades do covid-19 é que um paciente pode transmitir o vírus antes mesmo de sentir os sintomas típicos da doença (febre e dificuldades para respirar, por exemplo). Udoh chegou a almoçar com seus companheiros de equipe na véspera da partida contra a Juventus B, dia em que sentiu sintomas de gripe, e nesta ocasião transmitiu o vírus a outras pessoas.

Alguns médicos da Juventus estão monitorando jogadores do Pianese e do próprio time sub-23 da Juve desde o começo da semana. "Todos os membros do time principal estão sendo monitorados pelo estafe médico da Juventus", comunicou o Pianese em nota oficial divulgada ontem. No texto, o clube informava que todos os jogadores, funcionários e integrantes da comissão técnica estavam "em quarentena, em suas casas, sem qualquer sintoma do covid-19. Hoje, no entanto, o jornal Gazzetta dello Sport publica que outras duas pessoas no clube testaram positivo para a doença.

Neste cenário, a Juventus resolveu deixar alguns atletas de seu time sub-23 em uma espécie de quarentena, proibindo-os de treinar junto ao elenco profissional — onde estão Cristiano Ronaldo, Dybala e cia. No Campeonato Italiano, cinco partidas serão jogadas com portões fechados neste final de semana, incluindo Juventus x Inter de Milão. A decisão foi tomada para atender a um decreto-lei promulgado nesta semana pelo governo do país.

King Udoh está internado em um hospital de Siena, na região da Toscana, desde que testou positivo para coronavírus na noite de quarta-feira (26). Segundo seu empresário, ele está "clinicamente seguro e não tem mais febre".

Juventus