PUBLICIDADE
Topo

Copa Sul-Americana 2020


DAZN se preocupa com saída em massa de brasileiros na Sul-Americana

Henrique, do Fluminense, disputa bola com jogador do Unión La Calera (CHI) durante jogo da Sul-Americana - Divulgação/Conmebol
Henrique, do Fluminense, disputa bola com jogador do Unión La Calera (CHI) durante jogo da Sul-Americana Imagem: Divulgação/Conmebol

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/02/2020 15h40

Classificação e Jogos

Depois de bater recordes de audiência com jogos do Flamengo na Recopa Sul-Americana, o DAZN tem uma preocupação que foge de sua alçada: a eliminação em massa de times brasileiros na primeira fase da Copa Sul-Americana, seu carro-chefe para atrair assinantes no país. Quatro dos seis clubes locais deixaram a competição continental ainda na primeira fase.

O UOL Esporte apurou que o DAZN não esperava que a competição perdesse tantos nomes assim tão de cara. Apostava-se, por exemplo, que Atlético Mineiro e Fluminense, já eliminados, fossem mais longe na competição. O Galo, por exemplo, foi semifinalista da Sul-Americana em 2019.

Também havia uma torcida interna pela continuidade do Fortaleza. Além do fator Rogério Ceni, os números alcançados pelas transmissões dos jogos do clube contra o Indepediente (ARG) surpreenderam bastante os executivos da plataforma de streaming.

Dos representantes do futebol nacional, apenas o Vasco e o Bahia se classificaram para a segunda fase. O Goiás também foi eliminado.

Agora, a torcida no DAZN fica por conta de possíveis times brasileiros que possam entrar na Sul-Americana vindos da Libertadores. Todos os terceiros colocados em cada grupo da competição disputam a Sul-Americana a partir da segunda fase, que começa em maio.

A plataforma espera que pelo menos um clube brasileiro não passe de fase e vá disputar a Sul-Americana. Vale ressaltar que, já no ano passado, o DAZN teve brasileiros até a semifinal, mas o final única foi disputada por Independiente Del Valle (EQU) x Colón (ARG), dois times sem grande expressão no cenário internacional.

O contrato do DAZN com a Conmebol pelos direitos da Copa Sul-Americana é válido até 2022. No Brasil, além da plataforma de streaming esportiva, a RedeTV! exibe os jogos de times não brasileiros em TV aberta nas noites de terça-feira.