PUBLICIDADE
Topo

Jesus iguala marca de lendas e mira topo em lista de campeões pelo Flamengo

Gabriel comemora com o torcedor do Flamengo e é imitado por Jorge Jesus - Marcelo Cortes / Flamengo
Gabriel comemora com o torcedor do Flamengo e é imitado por Jorge Jesus Imagem: Marcelo Cortes / Flamengo

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/02/2020 12h00

Campeão da Recopa Sul-Americana com o Flamengo, Jorge Jesus precisou de cerca de sete meses para se consolidar na "calçada da fama" dos técnicos rubro-negros de todos os tempos.

Com o caneco levantado no Maracanã, conquista obtida com a vitória por 3 a 0 sobre o Independiente del Valle (EQU), o português atingiu sua quarta taça com o Rubro-negro, marca que o iguala a lendas que dirigiram o Rubro-negro, casos de Cláudio Coutinho, de Paulo César Carpegiani e do paraguaio Fleitas Solich, todos nomes consagrados na história centenária do clube.

Considerando apenas títulos oficiais (troféus de turno do Carioca estão fora desta conta), o Mister ainda busca os recordes de Carlinhos, seis vezes vitorioso, e de Flávio Costa, pentacampeão estadual pelo clube. Com o calendário ainda repleto de taças em disputa, a tendência é que ele chegue lá.

"Todas as conquistas são emocionantes e têm um significado especial. Esta da Recopa por ser um título que o Flamengo nunca tinha vencido e por nunca ter vencido (uma decisão internacional) no Maracanã. Então, é uma competição muito interessante", disse ele.

Ao bater o Athletico, rival na decisão da Supercopa do Brasil, Jesus já havia se igualado a Zagallo, supercampeão pela seleção brasileira e com passagem marcante pela Gávea. Como técnico, o Velho Lobo dirigiu a equipe campeã do Carioca duas vezes e também da Copa dos Campeões. A conquista em Brasília também já havia colocado o comandante no mesmo patamar de Joel Santana, três vezes campeão no Rubro-negro.

Com a vaga na decisão estadual já garantida, o comandante pode abocanhar mais um troféu no primeiro semestre. Se conduzir o Fla ao seu 36º troféu, ele se igualará a Flávio Costa e irá ficar a apenas uma volta olímpica de Carlinhos.

Com ao menos mais quatro taças em jogo, Jesus caminha a passos largos para liderar o ranking da história de 124 anos do Rubro-negro. Seu contrato vai até maio deste ano, mas a tendência é que as partes acertem uma prorrogação do vínculo. Ele já acenou que o casamento deve durar mais tempo.

"Esse carinho que sinto é uma das minhas responsabilidades. Vai estar sempre à frente a forma como os torcedores me tratam e os jogadores. Isso vai ter uma importância muito grande na minha decisão de continuar no Flamengo", indicou ele.

Técnicos mais vitoriosos do Flamengo

Carlinhos - 6

Copa União 87
Brasileiro 92
Copa Mercosul 99
Cariocas de 1991, 1999 e 2000

Flávio Costa - 5

Cariocas de 39, 42, 43, 44 e 63

Cláudio Coutinho - 4

Brasileiro 80
Cariocas de 78,79 e 79 (especial)

Carpegiani - 4

Mundial 81
Libertadores 81
Carioca 81
Brasileiro 82

Fleitas Solich - 4

Torneio Rio-São Paulo 61
Cariocas de 53, 54 e 55

Jorge Jesus - 4

Libertadores 2019
Brasileiro 2019
Supercopa 2020
Recopa 2020

Flamengo