PUBLICIDADE
Topo

Caio Ribeiro estranha Boselli no banco, mas exalta Corinthians após empate

Caio Ribeiro durante o Globo Esporte - Reprodução/Globo
Caio Ribeiro durante o Globo Esporte Imagem: Reprodução/Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/02/2020 14h23

Para Caio Ribeiro, o empate do Corinthians, ontem, com o Santo André, em 1 a 1, não foi 'nenhum absurdo'. Analisando, durante o Globo Esporte SP desta quinta-feira, a atuação do alvinegro em jogo válido pelo Campeonato Paulista, o comentarista estranhou a ausência de Boselli entre os titulares.

"Acho que o Corinthians não merecia perder o jogo. No primeiro tempo, o Santo André, que é uma equipe muito bem montada, deu um chute a gol", disse o ex-jogador, que também comentou as condições do gramado, encharcado por conta da chuva:

"Aí não tem futebol. Aí você passa para um jogo de imposição física, ligação direta, brigando o tempo todo por cima. E o Corinthians, se você pegar os 90 minutos, foi muito superior ao Santo André. Então, o empate não é nenhum absurdo".

Caio ainda falou sobre a ausência de Mauro Boselli entre os titulares. Autor do gol de empate do Timão, o atacante iniciou a partida no banco de reservas, entrando no lugar de Yony González no início do segundo tempo.

"Foi (estranho). Hoje, é o melhor atacante que o Corinthians tem no elenco", opinou Ribeiro.

Já sobre Luan, o comentarista acredita que Thiago Nunes encontrou o posicionamento ideal para o meia: atrás do centroavante e com liberdade para flutuar entre o meio e o ataque.

"O Luan, ontem, foi muito bem escalado. Onde em acho que ele rende mais? Atrás do centroavante, com liberdade para flutuar entre o meio e o ataque. Quando você tem o Pedrinho de um lado, o Yony González do outro, um time mais leve, com o Luan podendo jogar esses caras na cara do gol, eu acho que futebol dele vai render mais", disse o ex-jogador.

"Ontem, não dá para analisar o Luan, porque ele é o mais prejudicado. Ele é um jogador que não tem velocidade, é um jogador de qualidade técnica, num gramado encharcado, ele não ia conseguir jogar mesmo", completou.

Calma, torcedor!

Além de comentários a respeito do jogo de ontem, Caio Ribeiro falou sobre o início de trabalho de Thiago Nunes no Corinthians. Comparando o trabalho do treinador ao de Jesualdo Ferreira no Santos, o ex-jogador pediu calma à torcida do Timão. Vale lembrar que, ontem, uma organizada foi ao Centro de Treinamento cobrar o time.

"Tem uma diferença entre Santos e Corinthians. O Santos era um trabalho muito bem feito e o Jesualdo, ao invés de dar continuidade àquele trabalho, passou a ter as ideias dele e piorou o time. O Corinthians vinha com um modelo de jogo de só se defender e o Thiago está tentando mudar uma filosofia de trabalho, e isso demanda um pouquinho de tempo. O torcedor vai ter que ter um pouco de paciência porque, para você mudar um time que só se defende para um que tem uma propensão a atacar mais, leva um pouco de jogos", disse Ribeiro.

UOL Esporte vê TV