PUBLICIDADE
Topo

Perto da estrear na Libertadores, São Paulo não deve poupar contra a Ponte

Fernando Diniz, técnico do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Fernando Diniz, técnico do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

26/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

O São Paulo não tira a atenção do Campeonato Paulista, mesmo com a proximidade da sua estreia na Copa Libertadores. No jogo deste domingo (1º), no Morumbi, contra a Ponte Preta, por exemplo, a tendência é de o técnico Fernando Diniz manter a base da equipe que goleou o Oeste na rodada anterior do Estadual.

O clube ainda não divulgou a programação para a próxima semana, quando encara o Binacional, do Peru, na quinta-feira (5), pelo torneio continental. A tendência é de a delegação brasileira embarcar para a Bolívia na terça-feira (3).

O Tricolor paulista deve trabalhar em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e viajar apenas na quinta — o dia do confronto na Libertadores — para Juliaca, no Peru. Desta maneira, os integrantes do departamento de futebol acreditam que poderão minimizar os efeitos da altitude.

Por outro lado, o time volta para o Brasil na sexta-feira (dia 6) em voo fretado. Como a partida seguinte no Paulistão é contra o Botafogo, no domingo (8), em Ribeirão Preto, é bem possível que Diniz deixe para escalar um time misto neste confronto.

Afinal, o elenco vai ter o desgaste da estreia na Libertadores e das viagens. Após a goleada sobre o Oeste, na rodada anterior do Estadual, o São Paulo lidera o Grupo C, com 12 pontos.

São Paulo