PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Walter vê evolução do Corinthians com T. Nunes: "Antes passávamos nervoso"

Goleiro Walter em ação durante treino do Corinthians no CT Joaquim Grava - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Goleiro Walter em ação durante treino do Corinthians no CT Joaquim Grava Imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Do UOL, em São Paulo

25/02/2020 15h35

Classificação e Jogos

A pressão aumentou nos últimos dias no Corinthians. Após a eliminação na Copa Libertadores e a derrota para o Água Santa no Campeonato Paulista, muitos começaram a questionar o trabalho do técnico Tiago Nunes. A Gaviões, principal organizada do clube, marcou até um protesto para amanhã (26), antes da partida contra o Santo André. O goleiro Walter, porém, faz questão de elogiar o comandante.

"Não há paciência para ninguém no futebol, nós temos que ganhar. É um trabalho diferente dos últimos anos. O Tiago Nunes tem todo nosso aval. As partidas contra Santos e Guaraní foram partidas lá em cima, com toque de bola, finalização, triangulação, infiltração. Antes, passávamos nervoso. Eu passava nervoso no banco. O Corinthians só chutava uma, duas vezes. Ainda não está natural, mas as coisas estão caminhando", disse o goleiro, que amanhã substitui o suspenso Cássio.

Na temporada passada, a equipe tinha um esquema bastante focado no sistema defensivo, sendo que o Alvinegro era treinado por Fábio Carille até o jogo com o Flamengo, em novembro. Na parte final do Brasileirão, Coelho foi o responsável por dirigir o time.

"A culpa é de todos [pela falta de resultados]. Diretoria, jogadores e comissão. Não posso largar só porque sou reserva. A torcida tem todo direito de protestar. Espero que seja para nos ajudar, para vir conosco como sempre foi. Contra o Guaraní, saímos aplaudidos. Isso não existe em nenhum outro lugar do mundo. Eles têm direito de cobrar vitória, cobrar resultado positivo. Temos que acatar e ir para o jogo", completou o arqueiro.

Corinthians